4 TENDÊNCIAS NO MERCADO DE FISIOTERAPIA PARA FICAR DE OLHO

0
1170

A Fisioterapia é o estudo que visa oferecer uma maior qualidade de vida aos pacientes por meio de recursos de tratamento, como o movimento corporal, irradiações, correntes eletromagnéticas, ultrassom, entre outros, que ajudam a manter a qualidade de vida no trabalho e em outros aspectos da vida.

Conheça agora as 4 principais tendências no mercado de fisioterapia para que você possa escolher o melhor tratamento de acordo com a necessidade dos seus pacientes!

1. Gameterapia

A Gameterapia é a mais recente tendência na Fisioterapia. Os videogames sensoriais, com movimentos, têm sido cada vez mais usados para reabilitação de pacientes com problemas neurológicos e ósseos. É uma prática inovadora, criada no Canadá e hoje já é difundida em todo o mundo, inclusive no Brasil.

Esse tipo de terapia virtual pode ser encontrada nas clínicas mais modernas, e é indicada para qualquer faixa etária, porém, não substitui a terapia convencional. A Gameterapia transporta o paciente para outra realidade, incentivando a atividade cerebral e a recuperação dos movimentos.

2. Eletroterapia

Eletroterapia é o tipo de terapia ativa em que é usada a eletricidade. Pode ser realizada em conjunto com outras modalidades de tratamento, como massagens, exercícios, uso de bolsas térmicas e compressas de gelo. É um método bastante eficaz, sendo uma parte vital na Fisioterapia. Os tipos de Eletroterapia mais utilizados, são:

  • Neuroestimulação elétrica transcutânea (TENS)
  • Estimulação galvânica (GS)
  • Corrente interferencial (IFC)
  • Ultrassom

Efeitos colaterais e cuidados ao utilizar

Na Eletroterapia, existem alguns efeitos colaterais, mas são muito raros, e incluem dor transitória após o uso e leve irritação cutânea, por meio do uso das pás adesivas. Sobre os cuidados que se deve ter, é sobre as pás dos eletrodos, que nunca devem ser colocadas na região do coração, nem em quem usa marca-passo, pois pode causar arritmia cardíaca.

Também é importante evitar a aplicação das pás na região da garganta, pois pode causar queda de pressão. As mulheres grávidas devem evitar o uso desse tratamento, pois pode prejudicar o feto.

3. Fisioterapia laboral

É o tipo de Fisioterapia que visa manter a qualidade no ambiente laboral, fazendo com que os trabalhadores tenham mais saúde para o trabalho diário. São incluídas as atividades de biomecânica, ergonomia, a atividade física laboral e a recuperação de problemas físicos causados pela prática diária das atividades do ambiente de trabalho.

O Fisioterapeuta tem por função detectar os movimentos do trabalhador durante as suas atividades, bem como as suas dificuldades, e orientá-lo sobre a melhor forma de executar seus movimentos na sua rotina, promovendo assim a sua saúde. Dessa forma, é possível reduzir o aparecimento de problemas como LER/DORT.

Atribuições do Fisioterapeuta Laboral

  • Prevenção de desconforto músculo esquelético durante atividades laborais.
  • Promover palestras para conscientizar, capacitar, treinar e prevenir as doenças ocupacionais.
  • Avaliar a postura e a biomecânica das atividades nos locais de trabalho, incentivando a postura adequada para um melhor desempenho.
  • Criar programas de ginástica laboral.
  • Realizar tratamentos das patologias causadas por atividades de trabalho.
  • Desenvolver programação coletiva que possa contribuir para diminuir os riscos de acidentes de trabalho.

4. Fisioterapia Estética

Esse segmento atua na prevenção de aparecimento de marcas e cicatrizes hipertróficas no pós-operatório de cirurgias plásticas. Ainda pode atuar para diminuir celulites, flacidez muscular, estrias, envelhecimento, queimaduras e acne. Para queimados, o recurso mais usado em conjunto com a Fisioterapia estética é a cinesiologia, que tem como finalidade recuperar os movimentos do paciente que sofreu queimaduras.

Existem muitas outras tendências no mercado de fisioterapia que têm trazido excelentes resultados tanto para a parte de negócios quanto para a saúde e qualidade de vida dos pacientes.

Fonte: Miotec

SEM COMENTÁRIOS

O QUE ACHOU DESTE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO.

*