ACADEMIA NO RECREIO OFERECE FISIOTERAPIA A JOVENS COM DEFICIÊNCIA E IOGA AOS SEUS RESPONSÁVEIS

0
808

Aulas destinadas a famílias de baixa renda acontecem duas vezes por semana

RIO — Há quase duas décadas, um projeto social voltado para a reabilitação de crianças e adolescentes com diferentes tipos de deficiência é oferecido a famílias de baixa renda pela Acqua Fitness, no Recreio. Recentemente, além das aulas realizadas duas vezes por semana, a academia passou a oferecer sessões de fisioterapia ao grupo. E uma segunda novidade: enquanto esperam os jovens, os responsáveis podem participar de aulas de ioga, também gratuitas.

Fisioterapeuta responsável pelas novas turmas do projeto, Bruna Barbosa explica que o trabalho focado nos movimentos dos alunos visa a aumentar a qualidade de vida e, ao mesmo tempo, complementar as atividades na piscina.

— A natação traz mais força, e a fisioterapia proporciona um ganho de flexibilidade, equilíbrio, coordenação motora e conhecimento corporal. Fazemos as aulas em sequência, e a performance deles na natação melhorou bastante — afirma.

 

 Há 11 anos, a dona de casa Ana Flávia Fagundes leva o filho Thiago, de 18 anos, portador da síndrome de Landau-Kleffner, para as aulas de natação da academia. Agora, beneficia-se ela própria das sessões de ioga oferecidas aos pais.

 

— Aprendi a respirar de forma correta e até a fazer meu intestino funcionar melhor com a ajuda dos movimentos executados na aula. A gente também precisa de alguma atividade pra aliviar a cabeça, não é? — diz Ana, ressaltando que sai das aulas “mais leve”.

Enquanto aguarda o filho Wallace, de 18 anos, que tem deficit intelectual, e a neta Eduarda Vitória, de 10 anos, portadora da síndrome de Rett, a dona de casa Zuleica de Carvalho também faz as aulas de ioga.

– É uma coisa cara, eu não teria condições de pagar, mas já tinha ouvido falar. Estou adorando; saio daqui mais relaxada. Tenho que tomar cuidado para não dormir na aula — diverte-se.

POR: RODRIGO BERTHONE

Fonte:O Globo

SEM COMENTÁRIOS

O QUE ACHOU DESTE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO.

*