Artigos e Estudos Científicos

Análise dos efeitos da utilização do eletrolifting e do microagulhamento no tratamento das estrias atróficas

Autores: Mariane Lopes da Silva, Vanessa Giendruczak da Silva, Patrícia Viana da Rosa

 

Resumo

O conceito de saúde compreende um completo bem-estar físico, psíquico e social e não apenas ausência de doença. Sendo assim, a ocorrência de estrias representa uma ameaça à integridade emocional do indivíduo, que pode comprometer a sua autoestima. Atualmente existem diversas modalidades terapêuticas com o intuito de prevenir e recuperar os danos causados por estes distúrbios estéticos, a partir de estímulos manuais e mecânicos, entre eles o microagulhamento e a microgalvanopuntura. Este trabalho tem como objetivo avaliar os efeitos do microagulhamento em relação à microgalvanopuntura no tratamento de estrias atróficas. Como método, foi realizado um estudo quase-experimental não controlado, composto por 10 voluntárias saudáveis, do sexo feminino, com idade de 20-44 anos, que apresentavam estrias atróficas cutâneas. Foram avaliadas: as imagens fotográficas das áreas estriadas através de planimetria clássica e digitalizada analisando o tamanho das estrias e a percepção subjetiva de melhora através de questionário. O protocolo de intervenção ocorreu uma vez por semana durante quatro semanas e as voluntárias receberam as técnicas de microgalvanopuntura e microagulhamento no lado direito e esquerdo do corpo respectivamente. Ambos os tratamentos mostraram melhora nas avaliações planimétricas e na percepção das voluntárias, no entanto, não houve diferença estatística significativa entre as técnicas. Foi concluído que o tratamento com microgalvanopuntura e com microagulhamento demonstraram resultados satisfatórios no tratamento das estrias albas.

Palavras-chave

estrias, microagulhamento, eletrolifting
Tags
Mostrar mais

Fisioterapia.com

Encontre no Portal Fisioterapia.com uma grande variedade de notícias, artigos, oportunidades e serviços exclusivos para Profissionais e Acadêmicos de Fisioterapia ou interessados pela área.

Publicações relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close