ANÁLISE DOS RECURSOS PARA REABILITAÇÃO DA MUSCULATURA DO ASSOALHO PÉLVICO EM MULHERES COM PROLAPSO E INCONTINÊNCIA URINÁRIA

0
616

Analysis of the resources for rehabilitation of pelvic floor muscles in women with prolapse and urinary incontinence

Resumo

Esta revisão teve como objetivo analisar os recursos e sua eficácia na reabilitação do assoalho pélvico no tratamento dos prolapsos genitais e incontinência urinária. As buscas foram realizadas nas bases de dados MEDLINE/PubMed, LILACS/SciELO e Biblioteca Cochrane. Foram encontrados 886 artigos, dos quais foram utilizados 34 estudos clínicos relevantes que respondiam às perguntas construídas pelos autores. Os estudos analisados mostraram que o treinamento do assoalho pélvico pode ser usado no tratamento dos prolapsos, porém são necessários mais estudos randomizados para sustentar essa evidência. Para a incontinência urinária a reabilitação do assoalho pélvico é eficiente e deve ser o tratamento de primeira escolha.

Descritores: reabilitação; diafragma da pelve; mulheres;prolapso; incontinência urinária

Abstract 

This review aimed to assess the capabilities and effectiveness of pelvic floor rehabilitation in the treatment of genital prolapse and urinary incontinence. The research was conducted in MEDLINE/PubMed, LILACS/ SciELO and Cochrane Library. There were found 886 articles, of which were used 34 relevant clinical trials that answered the questions constructed by the authors. The studies analyzed showed that pelvic floor training can be used in prolapse treatment, but further randomized studies are necessary to support this evidence. For urinary incontinence pelvic floor, rehabilitation is effective and should be the treatment of first choice.

Keywords: rehabilitation; pelvic floor; women; prolapse; urinary incontinence.

Por: Agnaldo Lopes Silva Filho1 , Andrea Moura Rodrigues Maciel da Fonseca1 , Elaine Spinassé Camillato2 , Renata de Oliveira Cangussu2

Estudo desenvolvido na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) – Belo Horizonte (MG), Brasil. 1 Doutores, Professores Adjuntos do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da UFMG – Belo Horizonte (MG), Brasil. 2 Fisioterapeuta, Mestre em Ciências da Saúde no Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (IPSEMG) – Belo Horizonte (MG), Brasil

Fonte: Scielo

SEM COMENTÁRIOS

O QUE ACHOU DESTE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO.

*