ATUAÇÃO DO FISIOTERAPEUTA MELHORA CONDIÇÃO RESPIRATÓRIA E OSTEOMUSCULAR DO PACIENTE

0
760

Quando falamos de cirurgia bariátrica logo pensamos nas mudanças de estilo de vida que os pacientes precisam passar para obter sucesso no tratamento, não é verdade? Nutrição, psicologia, educação física fazem parte das especialidades que auxiliam o caminho a ser percorrido por quem faz o tratamento cirúrgico da obesidade. Entretanto, a fisioterapia também é fundamental para a cirurgia bariátrica.

“A obesidade perpetua ou desencadeia as alterações biomecânicas promovendo uma gama de doenças articulares e musculares”, afirma Juliana Franzotti, fisioterapeuta integrante da Comissão de Especialidades Associadas (COESAS) da SBCBM. Enquanto existem diversos tratamentos para as alterações metabólicas provocadas pela obesidade, como o diabete e a hipertensão arterial, as complicações osteomusculares não recebem a mesma atenção.

Em geral as terapêuticas para estas complicações não são curativas e focam na diminuição dos quadros de dores. Entre os efeitos negativos das complicações biomecânicas causadas pelo excesso de peso estão a baixa qualidade de vida, exclusão social e a pouca adesão aos programas de tratamento.

Um dos bons hábitos que devem ser adotados é a prática de exercícios, mas não podemos esquecer que para a prática adequada de atividade física temos que portar boas condições osteomusculares. É aí que entra a fisioterapia, individualizando os exercícios e gerando funcionalidade para a saída do sedentarismo”, explica a fisioterapeuta.

1032Além de preparar o paciente fisicamente para abandonar o sedentarismo, o fisioterapeuta também desempenha outro papel fundamental: melhorar a condição respiratória do paciente.

“Sabemos que o tempo prolongado de internação geralmente acontece devido às complicações respiratórias e vasculares e os obesos já têm a função respiratória prejudicada. Além disso, o imobilismo aumenta a chance de complicações vasculares”, esclarece a fisioterapeuta.

Durante o pré-operatório os profissionais de fisioterapia atuam principalmente para melhorar a condição geral do paciente para a cirurgia bariátrica, especialmente a capacidade respiratória. No pós-operatório o foco está na preparação e avaliação do paciente para liberar o início de atividades físicas.

“O fisioterapeuta, atua com o objetivo de preparar o paciente para que o mesmo faça a cirurgia com maior segurança possível, visando deambulação e alta precoce. Tudo isso por meio da melhora da performance respiratória e vascular prévia ao procedimento”, esclarece Juliana.

Fonte:  ( SBCBM)Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica

SEM COMENTÁRIOS

O QUE ACHOU DESTE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO.

*