COMO MELHORAR O RELACIONAMENTO COM PACIENTES EM 5 PASSOS

0
932

Seja em clínicas, seja em consultórios, o relacionamento com pacientes deve ser baseado em respeito. O profissional da saúde precisa tratar o paciente com muita educação, sabendo ouvi-lo e tentando resolver o problema da forma mais eficiente possível.

Sobretudo, se pensarmos que os locais de atendimento à saúde envolvem o sofrimento de pessoas que querem ver seus casos solucionados prontamente, em primeiro lugar, o atendimento deve ser humanizado. Portanto, os profissionais não devem se preocupar com a quantidade de pacientes que será atendida, e, sim, com a qualidade do serviço.

Além disso, sabe-se que, quando as pessoas são bem recebidas e os profissionais prestam um atendimento e um serviço de qualidade, preocupando-se com a condição do paciente e querendo ouvir a sua história, a probabilidade de retorno para novas consultas é muito maior. E isso leva ao reengajamento e à fidelização!

Com o objetivo de que você aprimore esse atendimento ao público, neste post, ensinaremos 5 passos que todo o profissional da saúde precisa seguir para melhorar o relacionamento com os pacientes! Confira!

1. Ouça e compreenda as necessidades do paciente

Em primeiro lugar, quando o paciente chega até você, geralmente está com alguma enfermidade ou sintomas claros. Mesmo que o profissional de saúde consiga identificar o caso em poucos minutos, é vital que saiba ouvir e compreender as necessidades do paciente. Deixe que a pessoa se queixe e explique o que está acontecendo antes mesmo de você propor uma solução. Humanize o atendimento e não faça a avaliação com pressa.

2. Tenha paciência

É comum que os pacientes não saibam, ao certo, detalhar o que estão sentindo. É de sua responsabilidade, como profissional da saúde, conversar com eles e conseguir definir o quadro em que se encontram, de acordo com os sintomas apresentados. Por isso, tenha paciência. Não pressione ou trate o paciente com rispidez por ele não saber explicar ao certo a situação. Com esse tipo de atitude, você manterá uma clínica ou consultório de sucesso, já que a sua cordialidade será uma referência para as pessoas atendidas.

3. Utilize ferramentas de qualidade para as suas avaliações

Para realizar o diagnóstico e fazer uma avaliação completa, o profissional deve ter ferramentas que possibilitem verificar, com precisão, as características do paciente, como os batimentos cardíacos e a temperatura.

Além disso, utilizar um software de prontuário para organizar as idas e vindas de pacientes é altamente recomendado. Você também pode buscar pelo aprimoramento dos aparelhos e usar aplicativos para ajudar na gestão do seu consultório ou da sua clínica.

4. Não se atrase e construa um bom relacionamento com pacientes

Seja em um consultório particular ou coletivo, o atraso é um fator que pode afastar os pacientes. Portanto, caso venha a se atrasar, notifique as pessoas que estão com horários marcados, peça desculpas e reagende as consultas. O mesmo vale para imprevistos: tente avisar o máximo de pacientes logo após o ocorrido para que eles não “percam a viagem”. Assim, saberão que você é sério e responsável, o que melhora (e muito!) o relacionamento com pacientes.

5. Seja claro

Diante de qualquer comunicação com os pacientes, seja no momento da consulta, seja para avisar sobre algum imprevisto, é preciso que o profissional da saúde seja claro e objetivo, dando argumentos que atestem a sua postura. Enrolar o paciente não é uma boa ideia, especialmente porque a pessoa já estará apreensiva e ansiosa para saber mais sobre a avaliação do caso.

Então, dê a solução para o problema de cada pessoa atendida o quanto antes. Serão necessários tratamentos ou medicações? Haverá uma nova consulta? Deixe tudo claro para que os pacientes não se confundam e, pode parecer bobagem, mas lembre-se disto: na receita ou em quaisquer documentos entregues ao paciente, também é essencial ter clareza. Portanto, use sempre uma letra legível!

Fonte: Miotec

SEM COMENTÁRIOS

O QUE ACHOU DESTE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO.

*