COMO SABER SE VOCÊ TEM UM PROLAPSO GENITAL

0
451

No Brasil, só no ano de 2007, uma pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde apontou que 80.048 mulheres realizaram cirurgias para a correção de prolapso genital. Porém esta é uma operação que pode ser evitada de forma fácil e simples.

Sabe-se que a Fisioterapia voltada para a área de uroginecologia, consegue curar perdas urinárias e reverter prolapso genital de grau 1 e 2 de gravidade.

prolapso

O que é um Prolapso Genital?

O corpo humano possui uma cavidade que sustenta os órgãos abdominais, chamada de Cavidade Pélvica, localizada na região da bacia.

Ela possui ossos em suas laterais, porém o centro é formado por:

  • músculos;
  • tendões;
  • ligamentos;
  • fáscias (membranas que recobrem os músculos).

Estes fazem com que todos os órgãos sejam segurados por uma espécie de rede.

No caso dos homens, as cavidades inferiores possuem mais proteção, pois não existe a abertura da vagina e as fáscias são mais fortes e interligadas.

No caso da mulher, esta sustentação se torna mais frágil, pois o corpo é projetado para Dar a Luz e não pode ser fechado.

Quando há fraqueza e flacidez dos músculos  e ligamentos do assoalho pélvico, sua função de sustentação de todos os órgãos que se localizam no abdômen estará prejudicada. Neste caso, alguns órgãos  podem acabar sendo projetados para fora do corpo.

Prolapso é  o deslocamento parcial ou total de um órgão do seu local habitual, quase sempre de forma permanente.

  • útero;
  • ovários;
  • tubas uterinas;
  • bexiga;
  • vagina;
  • reto;
  • uretra.

Como sei se tenho prolapso genital?

Antes de um prolapso acontecer, a mulher inicia com sintomas de incontinência urinária, pois os músculos fracos já não tem mais a capacidade de reter a perda de urina.

Quando o prolapso genital inicia, a mulher tem a sensação de algo pesado descendo na parte da frente da bacia, não necessariamente precisando ser dolorida, apenas é só uma sensação isolada.

Como tratar um prolapso genital?

Geralmente é realizada uma cirurgia que, através de uma incisão, reposiciona o órgão deslocado através da colocação de uma tela. Porém, esta é só uma parte do tratamento.

Após reposicionado o órgão, deve-se tratar a causa deste prolapso, seja ela uma lesão ou somente fraqueza da musculatura pélvica.

Técnicas são utilizadas para realizar a prevenção deste tipo de problema.

A maioria dos casos é advindo do parto normal, onde as estruturas pélvicas podem ser lesionadas, e para isso a fisioterapia atua na preparação do parto normal e durante o trabalho de parto, auxiliando a gestante.

Se você deseja prevenir os prolapsos, pode iniciar os exercícios de contração e relaxamento do assoalho pélvico desde nova, pois estes estarão sempre aptos da sustentar os órgãos de forma correta.

Por:  / é Fisioterapeuta Graduada pela Universidade de Caxias do Sul.
Possui pós-graduação em Fisioterapia Pélvica-Uroginecologia Funcional pela Faculdade Inspirar (núcleo de Porto Alegre) e curso de formação em:
-Neuropediatria
-Aplicação de bandagens funcionais rígidas e elásticas
-Atuação fisioterapêutica no pós-operatório de cirurgias mamárias
-Pilates clássico
-Fisioterapia nas Disfunções Sexuais Masculinas
Fonte: http://promovefisio.com.br/

SEM COMENTÁRIOS

O QUE ACHOU DESTE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO.

*