DICAS PARA UMA GRAVIDEZ TRANQUILA

0
1643

Todas as gestantes passam por transformações físicas, hormonais e emocionais. É um momento lindo, porém delicado, e que vem acompanhado de mudanças que podem acarretar alguns desconfortos para a grávida e para o bebê. O importante é que a mulher se prepare após os três primeiros meses, fisicamente e mentalmente, para a tão esperada hora do parto. Uma grávida que se trata, adquire informações sobre as alterações que a gestação traz e novos conhecimentos sobre o seu corpo.

Para evitar desconfortos como o inchaço e as varizes, por exemplo, gerados pelo aumento de peso na região pélvica e a retenção de água, uma solução agradável e relaxante é a drenagem linfática, uma massagem suave e lenta, estimuladora do sistema linfático e ativadora da circulação sanguínea. Ela ajuda a reduzir o inchaço por conta da retenção hídrica e as dores nos pés e pernas.

Outra atividade que ajuda a equilibrar a saúde da gestante são os exercícios fisioterápicos específicos que auxiliam na organização de uma melhor postura, substituem a tensão pelo relaxamento e, principalmente, preparam o corpo para a hora do parto. Um dos pontos principais é aprender a respirar de modo a auxiliar a hora do nascimento do bebê.

Além disso, os exercícios proporcionam mais elasticidade e a flexibilidade do períneo, músculo do assoalho pélvico e que, se preparado adequadamente, permite que o parto seja mais tranquilo para a mãe.

Outras técnicas que também auxiliam no relaxamento, a evitar dores e na correção da postura são a massoterapia e o RPG (Reeducação Postural Global). É muito importante que a gestante esteja com o corpo e a mente equilibrados e esteja confiante, para conseguir relaxar nos momentos cruciais.

Já na fase pós-parto a mãe quer perder peso e o aleitamento é um dos principais responsáveis pela volta à boa forma. Além disso, é necessário o trabalho de fortalecimento do períneo, que terá sofrido alterações por conta do peso do bebê. Junto a esse trabalho deve-se também fortalecer o abdômen e assim melhorar a postura e fortalecer os braços para o peso do bebê, evitando desconfortos musculares e articulares, principalmente nos braços, dorsal e lombar.

*Ariane Pitrez, fisioterapeuta com formação avançada em RPG em patologias cervicais e em preparação para o parto e recuperação pós-parto, com MBA Executivo em Saúde pela FGV e diretora da clínica Ariane Pitrez Fisioterapia e Estética.

 Por: Adriana Ayres

 Fonte:Segs

SEM COMENTÁRIOS

O QUE ACHOU DESTE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO.

*