NotíciasSaúde

DOENÇAS REUMÁTICAS TAMBÉM PODEM AFETAR OS OLHOS

Dores e inflamações nas articulações são os principais sintomas das doenças reumáticas. Porém, algumas dessas patologias podem afetar a visão, causando inflamações oculares e a principal delas é uveíte, inflamação da camada intermediária do globo ocular, chamada úvea.

Olho vermelho, irritação, sensação de areia nos olhos, dor, sensibilidade à luz e até piora na visão são algumas manifestações oculares decorrentes de algumas doenças reumáticas.

Dentre as patologias que podem acometer a visão estão a artrite reativa, artrite idiopática juvenil, espondilite anquilosante, Síndrome de Sjögren, doença de Behçet e arterite de células gigantes.

“É importante lembrar que as doenças reumáticas autoimunes não são causadas por problemas articulares, mas por uma disfunção imunológica. Nesse caso, podem comprometer virtualmente qualquer órgão ou sistema, incluindo a visão”, explicou a reumatologista do Centro de Reumatologia Avançada (Reuma) Lídia Balarini.

Dessa forma, pacientes com diagnóstico ou suspeita de doenças reumáticas devem realizar acompanhamento com seu médico reumatologista, mas também consultar-se com o médico oftalmologista constantemente.

“Todos os indivíduos, saudáveis ou não precisam de avaliação oftalmológica de rotina. Em algumas doenças, o encaminhamento para o oftalmologista é obrigatório, caso exista suspeita de comprometimento de olho associado à autoimunidade. Em outras, é feito apenas o acompanhamento oftalmológico de rotina”, ressaltou a reumatologista Lídia Balarini.

Pacientes com doenças reumáticas também devem ficar atento a novos sintomas, como alteração na visão, inflamação ou desconforto. Nesses casos, é importante procurar um oftalmologista de confiança e informar que é portador de doença reumática.

Por:  Danieleh Coutinho

Fonte: http://eshoje.com.br

Tags
Mostrar mais

Fisioterapia.com

Encontre no Portal Fisioterapia.com uma grande variedade de notícias, artigos, oportunidades e serviços exclusivos para Profissionais e Acadêmicos de Fisioterapia ou interessados pela área.

Publicações relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conferir também

Close
Close