NotíciasSaúde

DORMÊNCIA OU CHOQUE NAS MÃOS?

Pode ser Síndrome do Túnel do Carpo! (STC)

RTEmagicC_Carpo1.jpg

A síndrome do túnel do carpo acontece em função da compressão do nervo mediano, que passa pelo punho e inerva a mão.
Esse nervo ajuda nos movimentos da mão e do punho, além de dar sensibilidade para a pele da palma da mão (três primeiros dedos e metade do dedo anelar – 4º dedo).

Existem diversos sintomas da STC que podem ser divididos em três graus:

RTEmagicC_carpo2.jpg

A maioria dos casos da síndrome do túnel do carpo acontece com mulheres na faixa etária de 40 a 60 anos e vem acompanhada de dor nos dois punhos. A prevenção inicial consiste em, ao realizar determinadas atividades que exigem mais esforço da área do punho, utilizar utensílios mais leves e flexíveis, para proporcionar uma postura adequada. Além disso, é necessário um tempo de descanso entre as atividades diárias. Outra forma de prevenção, e a mais importante delas, é procurar um especialista em saúde logo que apareçam os primeiros sintomas e eles sejam persistentes.

Na avaliação diagnóstica, feita por um profissional especializado, observa-se o quadro de sintomas que o paciente relata, como sensações desagradáveis de formigamento, queimação ou choque que pioram durante a noite, dores na região do nervo mediano e sensibilidade alterada. Exames complementares como a eletroneuromiografia são solicitados em casos mais graves.

O tratamento é iniciado com a redução ou o afastando do paciente da atividade de esforço repetitivo. Muitas vezes são prescritas medicações analgésicas e anti-inflamatórias e, em outros casos, é necessário realizar a fisioterapia para melhorar o quadro de dor e a dificuldade de movimentação no punho. O paciente recebe orientações preventivas e gerais sobre a organização do trabalho e, nos quadros mais avançados, em que existe um nível significativo de angústia emocional, é necessária a atenção de um psicólogo para acompanhar esse paciente. Também pode ser utilizada a órtese de repouso para punho, que, em posição neutra, reduz a pressão dentro do túnel do carpo.

A cirurgia é recomendada quando os tratamentos iniciais falham e tem como objetivo abrir o canal por onde passa o nervo. O prazo médio para o tratamento e a cura da doença não pode ser determinado, pois depende da resposta individual ao tratamento, que deve ser realizado com uma equipe multidisciplinar para que o problema não se torne crônico.

Referências:

Síndrome do túnel do carpo: aspectos atuais. Arq. Neuro-Psiquiatr.[online]. 1999, vol.57, n.2B, pp. 504-512. ISSN 1678-4227.  dx.doi.org/10.1590/<wbr></wbr>S0004-282X1999000300026.

Abordagem fisioterapêutica na síndrome do túnel do carpo decorrente da ler, dort em mulheres. UNIVERSIDADE VEIGA DE ALMEIDA. CURSO DE FISIOTERAPIA. ANA CLAUDIA IZEL OLIVA. 2007.
KOUYOUMDJIAN, JOÃO ARIS. Síndrome do túnel do carpo: aspectos clínico-epidemiológicos em 668 casos. Arq. Neuro-Psiquiatr. [online]. 1999, vol.57, n.2A, pp. 202-207. ISSN 1678-4227.  dx.doi.org/10.1590/<wbr></wbr>S0004-282X1999000200007.

Carvalho FN, Carneiro AP, Paulinelli RR, Carvalho TN. Classificação neurofisiológica da síndrome do túnel do carpo. Acta Fisiátr. 2007;14(4):190-195

CHAMAS M, et al. Síndrome do túnel do carpo – Parte I (anatomia, fisiologia, etiologia e diagnóstico). Rev Bras Ortop. 2 0 1 4;49(5):429–436.

Por: Bruno Teixeira Goes / CREFITO 148775F

Fonte: I Saúde Bahia

Tags
Mostrar mais

Fisioterapia.com

Encontre no Portal Fisioterapia.com uma grande variedade de notícias, artigos, oportunidades e serviços exclusivos para Profissionais e Acadêmicos de Fisioterapia ou interessados pela área.

Publicações relacionadas

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conferir também

Close
Close