EFEITOS DA CINESIOTERAPIA NOS DOENTES DE ALZHEIMER: ANÁLISE BIBLIOMÉTRICA

0
402

RESUMO

Etimologicamente a Cinesioterapia é definida como a arte de curar utilizando técnicas de movimentos. A mesma é empregada por fisioterapeutas com intuito de prevenir, manter e recuperar funções dos indivíduos antes que doenças alcancem um horizonte clínico irreversível. Objetivo: Revisar a literatura científica acerca da aplicabilidade de técnicas cinesioterapêuticas e seus respectivos efeitos da sobre pacientes portadores da doença de Alzheimer. Materiais e Métodos: Foi realizada pesquisa nas bases de dados LILACS, PuBmed e SciELO nas línguas portuguesa, inglesa e espanhola, sendo incluídos estudos a partir do ano de 1999. Como estratégia de busca utilizou-se as palavras: doença de Alzheimer, cinesioterapia e exercício físico, de forma combinada e isolada. Resultados: Dos 1.063 artigos encontrados foram selecionados apenas vinte um, ou seja, apenas aqueles que abordaram conceitos sobre a fisiopatologia do Alzheimer, que explicassem a cinesioterapia e o efeito deste tipo de terapêutica sobre a doença. Conclusão: Verifica-se a existência de uma lacuna sobre estudos que abordem a utilização da cinesioterapia de forma exclusiva no doente de Alzheimer.

Palavras-chave: Doença de Alzheimer, fisioterapia, exercício físico.

ABSTRACT

Etymologically the Cinesioterapia is defined as the art of healing using techniques movements. The same is used by physical therapists aiming to prevent, maintain and restore functions of individuals before they reach an irreversible disease clinical horizon. Objective: To review the scientific literature about the applicability of cinesiotherapeutic techniques and their effects on patients with Alzheimer’s disease. Materials and Methods: Was research conducted in the LILACS, PubMed and SciELO data in Portuguese, English and Spanish and included studies from the year 1999. As the search strategy was used the words: Alzheimer’s disease exercise and physical exercise, combined and isolated manner. Results: Of the 1.063 articles were only twenty one selected, that is, only those who have addressed concepts regarding the physiopathology of Alzheimer’s, to explain the exercise and the effect of this therapy on the disease. Conclusion: There is the existence of a gap on studies that address the use of cinesioterapia exclusively in the Alzheimer’s patient.

Keywords: Alzheimer disease, physical therapy specialty, exercise.

Por: Geraedson Aristides da SILVA1* , Clistenis Clênio Cavalcante dos SANTOS2 & Carlos Daniel Fernandes de ALMEIDA2

1 Faculdade de Tecnologia de Alagoas – FAT. Maceió, Alagoas, Brasil.

2 Faculdade da Cidade de Maceió – FACIMA. Maceió, Alagoas, Brasil.

Fonte: Acta Biomedica Brasiliensia / Volume 6/ nº 1/ Julho de 2015. www.actabiomedica.com.br

SEM COMENTÁRIOS

O QUE ACHOU DESTE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO.

*