InovaçãoNotícias

EMPREENDEDORAS DESENVOLVEM GEL QUE PROMETE AUMENTAR A AUTO ESTIMA E A LIBIDO

O desejo sexual, também conhecido popularmente como libido, compõe a primeira fase do ciclo da resposta sexual humana: desejo, excitação, orgasmo e resolução.

Durante atendimentos e palestras, Dra. Fabiane Dell’Antonio, Fisioterapeuta, Palestrante, Consultora em Sexualidade, Mestre em Ciências da Saúde Humana (UnC-SC), observou que a maior queixa das pessoas em relação as suas vidas sexuais é a diminuição ou ausência do desejo. “Ouço relatos de que o desejo sexual espontâneo é referido com pouca frequência, mas o que digo para elas é que se a estimulação sexual for adequada resultará em excitação apropriada para sentir prazer e manter o desejo para novas práticas sexuais”, revela.

Porém, o que mais se vê entre homens e mulheres é que o desejo sexual pode estar diminuindo devido a vários fatores como, emocionais, relacionamento, físico e biológico (fadiga, depressão, medicamentos, atividade reduzida dos hormônios sexuais, problemas de saúde, entre outros).

Em busca da melhoria da libido, homens e mulheres vem procurando cada vez mais tratamentos e encontraram na fisioterapia direcionada ao assoalho pélvico um grande avanço. Com o acompanhamento de um profissional da área, associados a muito exercício na região, a fisioterapia pode trazer o aperfeiçoamento nos músculos íntimos, fazendo com que a pessoa adquira melhoria no desejo, tornando-a mais feliz e aumentando a frequência sexual e a afetividade com o parceiro e com ela mesma.

Após muito estudo, a consultora sexual sentiu a necessidade de complementar o tratamento e procurou estudar sobre os feromônios, onde descobriu que estes são substâncias químicas que promovem reações específicas em seus indivíduos e que elas são capazes de suscitar respostas de tipo fisiológico e/ou comportamental, no caso, na área sexual.

“O tratamento pela fisioterapia para quem busca aumentar o desejo sexual é muito importante, porém, conforme essa prática evoluía, eu senti a necessidade de desenvolver algo que pudesse contribuir na vontade das pessoas fazerem sexo com mais desejo, vontade de sentir prazer e satisfação em atitudes sensuais e de autoestima”, acrescenta Fabiane.

Pensando na recuperação da libido, Fabiane criou junto a aromaterapeuta, Neu Bastos, o gel Sol do Coração com o intuito de estimular a produção dos feromônios e desenvolver a produção de cortisol, serotonina entre outros hormônios que promovem sensação de bem-estar, autoestima e o sentimentos da afetividade.

Quando a pesquisa chegou nos feromônios, surgiram muitas dúvidas, mas o feeling e a intuição me mostraram que caminho seguir. Desde o começo desta jornada eu tinha uma certeza: não buscava um elixir para o bel prazer efêmero e fullgás; buscava criar um elixir que conectasse as pessoas, em seus eus mais íntimos e sinceros, libertasse seus mais intensos e profundos prazeres, mas, com a pessoa certa”, revela Neu.

O gel favorece a intimidade com o outro, a vontade de tocar, abraçar e beijar a pessoa amada favorecendo os estímulos sexuais, a entrega emocional e física que facilitam o prazer, além da melhora na autoestima, afetividade, tranquilidade emocional, atração sexual, vontade de fazer sexo, vontade de estar em contato íntimo com o outro, aumento da frequência sexual, felicidade e paz interior. Além disso, o produto oferece um aroma exótico, forte e sofisticado, isso porque, o blend de óleos que compõem o gel, exploram a sensualidade, amor e magnetismo, potencializados em cada pessoa que o usa.

“O poder pessoal que este gel libera é a energia vital da própria pessoa, é o que ela realmente é na essência, mas, muitas vezes não encontra a válvula de escape para se fluir, revelando nosso prazer e a liberdade de sermos quem somos, ou quem podemos ser”, finaliza.

Fonte: Jornal Correio de Notícias

Tags
Mostrar mais

Fisioterapia.com

Encontre no Portal Fisioterapia.com uma grande variedade de notícias, artigos, oportunidades e serviços exclusivos para Profissionais e Acadêmicos de Fisioterapia ou interessados pela área.

Publicações relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close