EMPREENDENDO NO ATENDIMENTO DOMICILIAR

0
6527

Após colarem grau na Univiçosa, em dezembro de 2016, os fisioterapeutas Joelma Barbosa e Léo Marques resolveram empreender no segmento. Os dois inovaram em qualidade e organização do serviço

Após colarem grau no curso de Fisioterapia da Univiçosa em dezembro de 2016, os fisioterapeutas Joelma Barbosa Moreira e Léo Marques Soares de Freitas decidiram empreender em um campo há muito utilizado pelo profissional fisioterapeuta, porém até então pouco organizado: o atendimento domiciliar.

Também conhecido como “home care”, o atendimento domiciliar é visto com bons olhos por pacientes e profissionais. Os pacientes e seus familiares recebem o atendimento no conforto de seu lar com maior comodidade, segurança e flexibilidade de horário, sendo proporcionado um cuidado humanizado e individualizado. Para o fisioterapeuta, o atendimento na casa do paciente possibilita um diagnóstico situacional que favorece informações quantitativas e qualitativas sobre a realidade do paciente e sua dinâmica familiar e domiciliar.

O atendimento prioriza a reabilitação para a independência funcional e readapta o assistido para as atividades cotidianas e uma melhor qualidade de vida, superando as limitações impostas por doenças que levam a interrupção de suas atividades laborais e que, muitas vezes, restringem a vida do paciente ao leito.

O atendimento domiciliar é um dos campos de atuação do fisioterapeuta, que é capacitado para emitir laudos, realizar avaliações, tratamento e reavaliações em áreas como a fisioterapia respiratória, traumo-ortopedia, neurologia, reumatologia, geriatria e na reabilitação cardíaca.

Abrangendo pacientes idosos, adultos e crianças, o atendimento domiciliar de Fisioterapia foca em restabelecer a capacidade funcional do paciente, atuando de forma articulada ao contexto social como forma de participação e contribuição social.

Fonte: Univiçosa

SEM COMENTÁRIOS

O QUE ACHOU DESTE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO.

*