EQUIPAMENTOS A SEREM UTILIZADOS NO SERVIÇO DE FISIOTERAPIA

1
5083

De acordo com o ministério da Saúde (Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA), equipamentos médico-hospitalares são um conjunto de aparelhos, máquinas e acessórios que compõem uma unidade assistencial em que são desenvolvidas ações de diagnose e terapia, atividades de apoio, de infraestrutura e gerais. Tais equipamentos são divididos em:

• Equipamentos médico–assistenciais;
• Equipamentos de apoio;
• Equipamentos de infraestrutura;
• Equipamentos gerais.

Equipamento médico-assistencial: equipamento ou sistema, inclusive seus acessórios e partes, de uso ou aplicação médica, odontológica ou laboratorial, utilizado direta ou indiretamente para diagnóstico, terapia e monitoração na assistência à saúde da população, e que não utiliza meio farmacológico, imunológico ou metabólico para realizar sua principal função em seres humanos, podendo, entretanto ser auxiliado em suas funções por tais meios;

Equipamento de apoio: equipamento ou sistema, inclusive acessório e periférico que compõe uma unidade funcional, com características de apoio à área assistencial.

Equipamento de infraestrutura:
equipamento ou sistema, inclusive acessório e periférico que compõe as instalações elétrica, eletrônica, hidráulica, fluido-mecânica ou de climatização, de circulação vertical destinadas a dar suporte ao funcionamento adequado das unidades assistenciais e aos setores de apoio;

Equipamentos gerais: conjunto de móveis e utensílios com características de uso geral, e não específico, da área hospitalar. São considerados equipamentos gerais: mobiliário, máquinas de escritório, sistema de processamento de dados, sistema de telefonia, sistema de prevenção contra incêndio, dentre outros;

No serviço de Fisioterapia, os equipamentos comumente utilizados são qualificados como equipamentos médico-assistenciais. No entanto, de acordo com o Ministério da saúde (1994), os equipamentos podem ser classificados com base na sua importância para o tipo de assistência que o serviço oferece:

* Equipamentos classe A – indispensáveis: nessa classificação estão os equipamentos sem os quais o serviço não pode ser desenvolvido e funcionar. Ou seja, sem os mesmos o centro de atendimento fisioterapêutico não pode prestar serviço à clientela. Como exemplo, podemos citar:
– Ondas Curtas;
– Ultrassom;
– TENS/FES;
– Corrente Galvano-farádica;
– Bolas Bobath;
– Jogo de Halteres;
– Bicicleta Ergométrica;
– Barras paralelas;
– Tábua de quadríceps.

* Equipamentos classe B – necessários: essa classificação inclui os equipamentos relacionados com a prestação do atendimento fisioterapêutico, sem os quais o atendimento seria dificultado, mas passível de ser executado. Como exemplo, podemos citar:
– Massageador terapêutico;
– Escada de dois degraus;
– Mesa para exercícios manuais;
– Mesa para avaliação – exame muscular;
– Cadeira de rodas;
– Par de muletas canadenses.

* Equipamento classe C – recomendável: nessa classificação encontram-se os equipamentos sem os quais o serviço pode ser prestado. Porém, sem as condições ideais para o paciente e o fisioterapeuta no que se refere a conforto e facilidade. Como exemplo, podemos citar:
– Tatame;
– Cadeiras;
– Cesto para papel.

Ainda o Ministério da Saúde (1994), aponta os seguintes equipamentos médico-assistenciais para fisioterapia:

a) Equipamentos de Termoterapia;
b) Equipamentos de Mecanoterapia;
c) Equipamentos de Eletroterapia;
d) Equipamentos de Hidroterapia.

a) Equipamentos de Termoterapia (superficial e Profunda)

Terapia com calor ou frio. É a aplicação terapêutica de substâncias específicas ao corpo que resultam em aumento ou diminuição da temperatura dos tecidos.

Exemplos:

• Aparelho de Infravermelho (superficial);
• Aparelho de Ultravioleta (superficial);
• Aparelho de Ondas Curtas (profundo);
• Aparelho de Ultra-Som (profundo);
• Aparelho de Micro-ondas;
• Bolsa de Gel – para calor (superficial);
• Bolsa de Gel – para gelo (superficial).


b) Equipamentos de Mecanoterapia

É o uso de aparelhos mecânicos durante uma sessão de terapia com o objetivo de aumentar ou melhorar a condição física. Ou, o uso de aparelhos mecânicos no processo de reabilitação.

Exemplos:

• Bicicleta Ergométrica;
• Jogo de Halteres;
• Polias;
• Barras Paralelas.

c) Equipamentos de Eletroterapia
Consiste no uso de correntes elétricas dentro da terapêutica: técnica de tratamento que se utiliza de correntes elétricas de baixa intensidade, enviadas através de eletrodos de borracha ou silicone, aplicados diretamente sobre a pele. Podem gerar efeitos eletro-químico, motores ou sensitivos.

Exemplos:

• Corrente Galvano-Farádica;
• TENS-FES.

d) Equipamentos de Hidroterapia

Uso da água para fins terapêuticos na reabilitação.

Exemplos:

• Banheira de Hidromassagem;
• Saunas;
• Turbilhão.

Fonte: www.portaleducacao.com.br

1 COMENTÁRIO

O QUE ACHOU DESTE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO.

*