InovaçãoNotícias

FISIOTERAPEUTA CRIA CARTILHA QUE ENSINA TRATAMENTO EM CASA PARA PACIENTES

Fisioterapeuta Fernanda Marques criou obra que está evitando o retorno de pacientes repetidas vezes ao Hospital e Pronto-Socorro Delphina Aziz, na Zona Norte da cidade de Manaus ( AM)

O pós-atendimento em hospitais ou outras unidades de saúde nem sempre é tratado como deveria pelos pacientes ou seus familiares. Nadando contra essa “correnteza das doenças”, profissionais estão investindo em mecanismos para tornar o tratamento em casa uma medida mais do que importante. É o que fez Fernanda Marques, coordenadora de fisioterapia do Pronto-Socorro (PS) e Hospital Delphina Rinaldi Abdel Aziz, na Zona Norte, ao criar a cartilha “Orientações para pacientes com doenças respiratórias”, produzida pelo Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento (Imed), entidade que administra o local, uma unidade da Secretaria Estadual de Saúde (Susam).

“A ideia partiu porque tínhamos muitos pacientes com problemas respiratórios e, às vezes, esses mesmos pacientes tinham melhora e iam embora, mas retornavam para o hospital. A partir daí criamos a cartilha para que eles e seus parentes fizessem esse procedimentos em em casa para melhorar a função respiratória e evitando a volta deles repetidas vezes com a mesma doença”, conta ela, sobre a publicação que foi colocada em prática há 2 meses.

Para a fisioterapeuta, esse tipo de tratamento que é feito pelos pacientes em suas próprias residências é extremamente importante. “Os pacientes muitas vezes são leigos. Então, essas dicas básicas são muito importantes. Na cartilha orientamos a que eles evitem poeira em casa, que deixem sempre os locais limpos e arejados, se há focos de infiltração e mofos, e também damos dicas de exercícios para fortalecer a função pulmonar”, destaca ela.

A especialista falou sobre a satisfação que sente pela criação da cartilha. “Nós ficamos felizes porque esses pacientes, antes, vinham muitas vezes e, agora, percebemos que há uma redução nesse retorno. Ainda não temos números, mas já vemos que pacientes conhecidos nossos não estão vindo mais com tanta frequência aqui do Delphina Aziz. Há redução no número de internações e, consequentemente, menos custos e mais leitos para outros pacientes”, analisa a criativa Fernanda Marques.

A criação da cartilha faz parte do perfil de atendimento na unidade Delphina Aziz, informa a assessoria de comunicação da instituição. “Essa abordagem agrega qualidade ao atendimento porque o paciente se recupera mais rápido, melhora o prognóstico e diminui as taxas de complicações do próprio tratamento”, conta o médico Renan Jackmonth Ziegler.

Os pacientes recebem a cartilha, que tem o formato de um pulmão, após receberem alta no PS Delphina Aziz. Um deles é José Walter de Lima, 43. Fumante desde os 12 anos, e sem tragar nada há duas semanas. “Para mim é um grande sacrifício subir uma ladeira. Fico sem fôlego, sinto falta de ar. Com certeza vou fazer esses exercícios em casa. Depois do treinamento já sinto que estou melhor”, comenta o ex-fumante.

Balão, garrafa e canudo

A cartilha tem o formato de pulmões e ensina cinco exercícios para o paciente continuar o tratamento em casa. Dois deles usam objetos simples como um balão, uma garrafa e um canudo. “Com um simples balão usado para decoração de festas de aniversário, desde que lavado para remover aquele pó branco, o paciente pode fazer exercícios para melhorar a função pulmonar”, orienta Fernanda Marques.

Frase

“Há redução no número de internações e, consequentemente, menos custos e mais leitos para outros pacientes”

Fernanda Marques, coordenadora de Fisioterapia do Pronto-Socorro Delphina Aziz e criadora da cartilha

Fonte: A critica

Tags
Mostrar mais

Fisioterapia.com

Encontre no Portal Fisioterapia.com uma grande variedade de notícias, artigos, oportunidades e serviços exclusivos para Profissionais e Acadêmicos de Fisioterapia ou interessados pela área.

Publicações relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close