Gestão, Carreira e Empreendedorismo

Fisioterapeuta do futuro: quais as perspectivas para os próximos anos?

Confira as mudanças do cenário profissional da área e saiba como se preparar para as novas exigências do mercado

Já se foi o tempo em que o papel do fisioterapeuta era atender pacientes para tratar de alguma lesão ou dor. A recuperação e reabilitação da saúde continuam sendo alguns dos papeis desse profissional, mas deixou de ser o “carro chefe” da área.

 

Hoje, os hábitos da sociedade mudaram e há uma preocupação muito maior em cuidar da saúde. As pessoas já começaram a entender que “prevenir é melhor do remediar” e a procura por fisioterapeutas registrou um aumento considerável nos últimos anos.

 

Segundo o site Reabilitech, dados da área apontam que somente em 2015 os planos de saúde registraram um crescimento de 43% na procura por estes profissionais. O que representa um aumento de oportunidades de trabalho na área e valorização da carreira fisioterapeuta.

 

Aliando tecnologia e inovação, quem acabou de concluir o curso de Fisioterapia tem um leque de opções de campos de atuação e deve estar disposto a desempenhar suas atividades em parceria com profissionais de outros segmentos, como nutricionistas, educadores físicos, esteticistas e terapeutas ocupacionais, por exemplo.

 

E a tendência do mercado é exatamente essa: unir serviços diversos, que se completam, para oferecer um atendimento completo ao paciente. O número de pessoas que optam por se tornar um Microempreendedor Individual (MEI) cresceu no Brasil e abrir o próprio negócio* é uma das opções favoráveis para quem acabou de sair da faculdade de fisioterapia e almeja conquistar o mercado.

 

Mas para dar o pontapé inicial neste plano não basta apenas ter capital e vontade. É preciso lembrar que qualificação e organização financeira são essenciais para que tudo dê certo. Para exercer regularmente a profissão de fisioterapeuta é preciso registrar-se no Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Crefito) além disso, investir em cursos de pós-graduação em Fisioterapia vai valorizar ainda mais seu currículo e aumentar sua reputação na área.

*A atividade é possível com apoio de profissionais de outras categorias, já que o MEI não se aplica à Fisioterapia, apesar da prestação de serviço da área poder ser optante do Simples, segundo informações do Crefito.

 

Fonte: Educa mais Brasil

Tags
Mostrar mais

Fisioterapia.com

Encontre no Portal Fisioterapia.com uma grande variedade de notícias, artigos, oportunidades e serviços exclusivos para Profissionais e Acadêmicos de Fisioterapia ou interessados pela área.

Publicações relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close