FISIOTERAPEUTA: PORQUE EMPREENDER NA FISIOTERAPIA?

0
347
Imagem Grátis de Idéias e Criatividade - Pessoa e Lâmpada

Na área da saúde, especialmente na Fisioterapia, que é predominantemente composta por profissionais liberais, o comportamento e as características empreendedoras bem desenvolvidas se tornarão os diferenciais dos profissionais aos olhos do mercado.

A capacitação e a busca de conhecimento está rompendo o paradigma da “síndrome do empregado”, onde Cursos e Faculdades preocupavam-se em formar profissionais capacitados para atuar em grandes empresas e almejarem grandes cargos. Atualmente o mercado necessita de profissionais que buscam a sua própria construção da carreira, inovando, superando desafios e fomentando uma cultura empreendedora de geração de valor.

A Fisioterapia, em suas diversas áreas de atuação, possibilita que o Fisioterapeuta empreenda e construa seu próprio caminho, mesmo realizando parcerias com colegas e somando forças.

Uma nota explicativa: quando me refiro ao termo parcerias, deixo claro que sou contra exploração de mão de obra, e sonegação dos direitos trabalhistas. Sou a favor do fortalecimento do mercado, da valorização profissional, de ter carteira assinada com os devidos pagamentos. Não aprofundarei neste tema neste texto, pois o assunto merece um texto dedicado a ele.. Finalizando, entendo que mesmo sendo funcionário, é possível estabelecer parcerias e fomentar ambientes onde todos ganham.

Presencio muitas vezes, tanto em palestras, conversas informais ou mesmo nas redes sociais, comentários de inúmeros Fisioterapeutas que se consideram insatisfeitos com a remuneração que recebem de onde trabalha, muitas vezes sem receber o piso salarial equivalente a sua jornada. O Empreendedorismo permite mudar esta realidade, confere ao Fisioterapeuta o controle de suas ações e, consequentemente, de seus resultados.

Não confundam possibilidades com facilidades. O caminho de estabelecer e construir a própria carreira é árduo e demorado. Como quase tudo na vida, enfrenta muitos obstáculos e requer persistência e capacidade.

Se usarmos o valor de R$ 2500,00 de remuneração do Fisioterapeuta para calcular e usar como exemplo, podemos fazer algumas contas:

Se realizarmos atendimento em um consultório (mas recomendo ser pessoa jurídica, mais detalhes em outro texto postado..rs) cobrando R$ 80,00 por atendimento, e considerando R$ 1500,00 para custeio mensal das despesas, conseguimos alcançar a mesma remuneração com 50 atendimentos no mes. Um Fisio que atender 8 pacientes por dia e trabalhar 22 dias no mes consegue fazer 176 atendimentos. Se colocarmos 100 atendimentos ao mês, descontando as despesas, sobraria para o Fisioterapeuta R$ 6500,00 para pagar seus impostos e ter seu lucro.

Claro que simplifiquei a conta, não coloquei na balança os benefícios de ter Décimo Terceiro, Férias, FGTS para o lado do funcionário, mas a idéia é demonstrar que é possível construir sua própria carreira e ter um retorno digno da Fisioterapia.

Acredito muito que o empreender na Fisioterapia é uma excelente escolha para sua carreira. Exige conhecimentos, habilidades, comportamentos e também controle de riscos, o que torna essencial a capacitação adequada do profissional.

Sucesso e bons negócios!

Por: Bernardo Chalfun -Graduado em Fisioterapia pela Universidade Federal de Minas Gerais, pós-graduado em Gestão de Negócios pelo IBMEC e mestre em Administração pela FEAD.
Fonte: http://fisioconsult.com.br

SEM COMENTÁRIOS

O QUE ACHOU DESTE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO.

*