FISIOTERAPIA DOMICILIAR: PESQUISA SOBRE O ESTADO DA ARTE A PARTIR DO NIEFAM1

0
65

Home physical therapy care: review of the state of art from Niefam

Resumo

Introdução: O campo da fisioterapia domiciliar vem se ampliando por perceber a importância do contexto domiciliar para o cuidado de pacientes. Nesse ambiente, o fisioterapeuta faz uma avaliação e elabora um plano de cuidados continuados emitindo um diagnóstico físico-funcional em nível domiciliar, proporcionando maior conforto e praticidade para o paciente, que pode se encontrar em situação de restrição no leito ou de mobilidade para deslocar-se às clínicas especializadas. A abordagem de cuidados domiciliários vem exigir desse profissional o desenvolvimento de um olhar mais ampliado, que compreenda o contexto domiciliar e as nuances de relações parentais para implementar uma metodologia de cuidados conjunto com a família. Tal abordagem, no entanto, encontra dificuldades para sua fundamentação teórico-prática, graças à lacuna de conhecimento existente com a escassez de publicações sobre o tema nas principais bases de dados, o que dificulta a comprovação da eficácia desse serviço. Objetivos: O objetivo deste trabalho é divulgar os resultados encontrados sobre o estado da arte nos cuidados fisioterapêuticos domiciliares. Materiais e métodos: Esta pesquisa apoiou-se em uma extensiva revisão de literatura no Portal de Periódicos Capes, nas bases BIREME, MEDLINE, LILACS, SciELO e, também, Google Acadêmico, no período de dez anos (entre 1998 a 2008), usando os descritores família, domicílio, fisioterapia, domiciliar, physiotherapy, home care. Resultados: Os resultados preliminares apontaram a necessidade de investigação nessa área e a relevância de se estudar o tema para os cuidados fisioterapêuticos domiciliares.

Palavras-chave: Cuidado domiciliar. Família. Publicações de divulgação científica. Pesquisa. Fisioterapia.

Abstract

Introduction: The field of home physical therapy care has expanded to realize the importance of the home context for the care of patients. In this setting, the physical therapist makes an evaluation and elaborates a care plan outlining a physical and functional diagnosis at the home level, which provides more comfort and mobility for the patient that can be restricted to bed or be incapable to move to seek care in specialized clinics. The home care approach demands of this professional the development of broader way of seeing a patient that understands the home context and the nuances of parental relationships to implement a methodology of care with the family, which transforms this setting in a potential space of care. Such approach, however, faces difficulties for its theoretical and practice fundamentalization, due to the lack of knowledge existent because of the shortage of publications about this issue in the most important databases, which makes difficult to proof the efficacy of this service. Objectives: The objective of this study is to publish the results found about the state of the art in the field of home physical therapy care. Materials and methods: This study was based on an extensive literature review performed on the Capes Journals Portal, BIREME, MEDLINE, LILACS, SciELO and also on Google Scholar from the years of 1998 to 2008, using the following key words: family, home, home physical therapy, physical therapy, and home care. Results: The preliminary results showed the need of more research in this area and the importance of studying the theme of home physical therapy care.

Keywords: Home care. Family. Journal articles publications. Research. Physical therapy.

Por: Luzia Wilma Santana da Silva[a], Argleydsson Mendes Durães[b], Roberta Azoubel[c]

[a] Enfermeira, professora da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (DS/UESB), Doutora em Enfermagem pelo PEN/ UFSC, docente do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e Saúde, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), Jequié, BA – Brasil.

 [b] Fisioterapeuta, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB/BA), membro do Niefam e do Grupo de Pesquisa Interdisciplinar em Ciências da Saúde e Sociedade, Minas Gerais, MG – Brasil.

[c] Fisioterapeuta, professora do Curso de Graduação em Fisioterapia do Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (DS/UESB), Doutoranda pelo Programa de Ciências da Saúde da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN/ RN), coordenadora do Projeto de Extensão e Ação Continuada Cuidados Fisioterapêuticos nas Ulcerações de Membros Inferiores, membro do Niefam, Natal/RN – Brasil.

Fonte: Scielo

SEM COMENTÁRIOS

O QUE ACHOU DESTE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO.

*