FISIOTERAPIA ESPORTIVA TEM SE TORNADO FUNDAMENTAL NA VIDA DOS ATLETAS

0
899

Foi-se o tempo em que para praticar esporte, seja de forma amadora ou profissional, bastava apenas tempo e disposição. Esses quesitos podem até funcionar para o início de uma atividade física ou esportiva, mas não terá sequencia sem um trabalho conjunto.

Nos últimos anos, com o “boom fitness”, onde todo mundo quer e de certa forma pode ser mais saudável, comendo bem e praticando atividades físicas, a fisioterapia e a sua especialidade esportiva tornou-se um grande aliado e com participação fundamental.

O Cada Minuto Press entrevistou dois fisioterapeutas que trabalham diretamente na área esportiva, Jeymison Morais e Guilherme Lyra e que explicam as diferenças e características do segmento.

“Fisioterapia é uma especialidade, onde o profissional tem a função de avaliar o gestual esportivo e ter a capacidade de identificar e evitar lesões para estas pessoas e seus determinados esportes”, explicou Jeymison.

O profissional ainda contou que o público que procura essa atividade, bem como as lesões que apresentam, dependem de vários fatores. “O público independe, recebemos jovens, adultos, homens e mulheres. Com relação aos tipos de lesões, cada esporte ou atividade mostram problemas diferentes. No tênis, o cotovelo de tenista ou epicondilite medial ou lateral, para os corredores, mais comuns são lesões de calcanhar, fascite plantar, joelho de corredor que é a síndrome do trato iliotibial”, disse.

Jeymison-Morais-768x768

Apesar de aos poucos esse público estar se familiarizando com a fisioterapia esportiva, muitos ainda deixam para se cuidar do corpo após adquirirem contusões. “Essa é uma grande quebra do paradigma. O ideal seria procurar o profissional, fazer uma avaliação biomecânica para identificar possíveis fraquezas musculares, alterações do gestual esportivo e tento a ciência desses problemas, poderíamos evitar lesões e que as pessoas precisassem se afastar dos seus esportes. Estando munido de informações, podemos trabalhar com fortalecimento, palmilha, tênis específicos e prevenir as lesões”, concluiu.

Avaliação biomecânica é a “salvação” para alguns atletas

Dentro da fisioterapia esportiva existe a avaliação biomecânica, que tem sido vista como a salvação para a grande maioria dos praticantes de atividades físicas e esportivas que procuram tratamento, seja ele preventivo ou pós-lesão.

O fisioterapeuta Guilherme Lyra explica como funciona a avaliação. “A avaliação biomecânica é o momento em que analisamos o movimento humano, durante execução do seu esporte. No caso de uma corrida, por exemplo, vamos fazer uma filmagem se a pisada está sendo feita da forma ideal, para prevenção de lesão e aumentar o seu rendimento”, contou.

Guilherme-Lyra-768x768

Outro destaque da fisioterapia esportiva é o famoso “teste da pisada” que tem evitado uma sequencia de lesões em atletas. “O teste da pisada é um das partes da avaliação biomecânica, onde a gente avalia como se está pisando. Os tipos de pisada estão separados da seguinte forma, a pisada neutra, que é mais central, a pisada pronada, de quem pisa para dentro e a supinada, de quem pisa para fora”, explicou.

O teste da pisada é considerado de fundamental importância, tendo em vista que trabalha não apenas com os pés, mas com todo o funcionamento do corpo durante a prática de uma atividade física.

Para quem tem a pisada alterada, vai estar sobrecarregando outras partes do corpo, aumentando assim a probabilidade de lesões, no pé, tornozelo, joelho, quadril e até mesmo na coluna, dependendo da sua característica”, avaliou.

Por fim, Guilherme ainda avaliou as medidas que podem ser tomadas após as avaliações. “Alguns caminhos podemos seguir, como indicar o tênis específico, palmilha para corrigir essa disfunção e aderir ao fortalecimento. Dessa forma podemos corrigir esses problemas”, concluiu.

 Por: Paulo Chancey Junior

Fonte: Minuto Esporte

SEM COMENTÁRIOS

O QUE ACHOU DESTE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO.

*