Áreas de AtuaçãoReabilitação

Fisioterapia Uroginecológica: grande aliada no tratamento da incontinência urinária e em disfunções sexuais

Tratamentos podem curar casos de incontinência urinária e fecal, além de tratar disfunções sexuais, a exemplo da disfunção erétil em pacientes que realizaram prostatectomia.

Com os exercícios e o uso de equipamentos e materiais de auxílio, é possível retomar as condições de normalidade do desempenho sexual e de funções relacionadas ao aparelho urinário. Para conhecer o assunto, o iSaúde conversou com a fisioterapeuta especialista em Uroginacologia, Débora Sales de Castro. Confira.

iSaúde – O que é a fisioterapia uroginecológica?

Débora Sales de Castro – A fisioterapia uroginecológia é um ramo da fisioterapia dedicado à reabilitação da musculatura do assoalho pélvico e suas estruturas, que se relacionam com o controle da urina, das fezes e da função sexual.

iS – Quais são os principais problemas apresentados por pacientes que foram submetidos a uma cirurgia de prostatectomia (parcial ou total)? Como os pacientes podem ser beneficiados por esse tratamento? Em que consiste o tratamento nesses casos?

Débora Sales de Castro – Os pacientes submetidos à prostatectomia radical têm risco de disfunção erétil ou de incontinência urinária. O retorno do controle da micção normalmente acontece mais rápido do que o retorno das funções eréteis. Estudos sugerem o início precoce do estímulo da musculatura do assoalho pélvico para retorno da continência o mais rápido possível. O tratamento consiste em exercícios com e sem auxílio de aparelhos para melhora da percepção dessa musculatura e da força também para acelerar o processo de retomada das funções que ficaram alteradas após a cirurgia.

iS – Muitas mulheres que praticam atividade física se queixam de perda urinária. Por que isso acontece? Como é o tratamento?

Débora Sales de Castro – Acontece que a maioria das mulheres que praticam atividade física de impacto, em especial, tem, normalmente, a musculatura do assoalho pélvico pouco lembrada ou esquecida durante os seus treinos.  Com a fraqueza dessa musculatura e a exigência que determinadas atividades de sustentação impõem sobre ela, poderá ocorrer incontinência urinária. Porém, isso não é motivo para pararem suas atividades, mas sim incrementá-las com mais alguns exercícios, nesse caso, os que a fisioterapia propõe para fortalecer o assoalho pélvico, tornando-o capaz de suportar as contrações da musculatura do abdome e o peso das estruturas da cavidade abdominal.

iS –Com relação às pessoas com idade mais avançada (acima dos 65 anos) é possível tratar a perda urinária? 

Débora Sales de Castro – Sim, é possível e indicado o tratamento de perda urinária após os 65 anos. Não há porque comprometer a qualidade de vida e a vida social com a incontinência urinária.

iS – A fisioterapia uroginecológica também é indicada em casos de disfunções e baixa de desempenho sexual. Por que esses problemas ocorrem e como a fisioterapia atua nessas situações? 

Débora Sales de Castro – A questão sempre passa pela musculatura do assoalho pélvico ser insuficiente para sustentar o peso do conteúdo abdominal, por conta do seu enfraquecimento. Com um tônus mais baixo e um potencial de contração reduzido, as funções sexuais também podem ficar aquém do desejado. Com os exercícios e o uso de equipamentos e materiais de auxílio, a fisioterapia pode ser uma boa aliada na melhoria de disfunções e desempenho sexual.

iS – A fisioterapia uroginecológica pode ser usada de forma preventiva?

Débora Sales de Castro – Sim, pode ser preventiva. Seria maravilhoso que todos pudessem dar mais atenção à musculatura do assoalho pélvico e cuidar dela, como cuidam das demais musculaturas de membros e abdômen, a fim de manter o seu bom funcionamento e, consequentemente, evitar problemas de saúde futuros, como a incontinência urinária e fecal, as distopias e a disfunção sexual.

Autores: Débora Sales de Castro / Crefito 54050F
Fisioterapeuta graduada em 2003, na Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública. Especialista em Gerontologia e capacitada em Fisioterapia Uroginecológica.

Fonte: iSaúde Bahia

Tags
Mostrar mais

Fisioterapia.com

Encontre no Portal Fisioterapia.com uma grande variedade de notícias, artigos, oportunidades e serviços exclusivos para Profissionais e Acadêmicos de Fisioterapia ou interessados pela área.

Publicações relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close