HOSPITAL DE CUIABÁ ( Mato Grosso) ADQUIRE “BICICLETA ERGOMÉTRICA” ADAPTADA PARA FISIOTERAPIA DE PACIENTES EM UTI

0
1545

A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santa Rosa adquiriu o primeiro cicloergômetro motorizado e computadorizado de Mato Grosso. O aparelho funciona como uma bicicleta ergométrica, mas adaptada aos pacientes acamados, e busca fortalecer os músculos daqueles que ficam deitados durante muito tempo.

Mara Nasrala, diretora assistencial do Hospital, explica que o paciente acamado, principalmente dentro de uma UTI, sofre um descondicionamento físico muito rápido e pode ter problemas, ou até mesmo prolongar o tempo de internação.

“Estudos mostram que, após a alta da UTI, o paciente pode levar até um ano para voltar ao trabalho ou sua rotina normal, pois ele deve enfrentar ainda um período de recuperação física e emocional. Por isso é fundamental o trabalho de fisioterapia e o novo cicloergômetro é uma ferramenta que vai acelerar a retomada de movimentos ativos. Quanto mais rápido o paciente obter sua força muscular, mais rápido ele volta para sua vida social e tem melhor qualidade de vida”, explica.

A assessoria explica que os pacientes internados na UTI podem ter conseqüências como fraqueza generalizada, atrofia muscular, aumento do tempo de internação, maior risco de infecções, além de perda de força, massa e resistência muscular, diminuição da amplitude de movimento, úlcera de pressão, descondicionamento cardiovascular, atrofia muscular, distúrbios respiratórios, risco de trombose, polineuropatias e dependência funcional, dentre outros, e que a fisioterapia é fundamental para a recuperação.

O cicloergômetro adquirido pelo Santa Rosa foi o modelo Motomed Letto2, importado da Alemanha, e já está disponível para uso, mas não é coberto pelos planos de saúde. O equipamento é computadorizado e monitora o trabalho de cada músculo durante o tratamento, registrando sua evolução, espasmos e fadiga.

O aparelho pode ser usado tanto nos membros superiores quanto nos inferiores, de forma ativa por pacientes conscientes ou de forma passiva por pacientes sedados, com extrema fraqueza muscular ou outra condição que impeça qualquer movimento.

“A reabilitação robótica já faz parte da rotina de hospitais que hoje são referências no Brasil e no mundo. O Motomed Letto2 é um instrumento de última geração que já está à disposição em Cuiabá, sendo o primeiro de Mato Grosso. O Hospital Santa Rosa está sempre em busca das melhores tecnologias e serviços, com o objetivo de oferecer o mais alto padrão aos seus pacientes”, finaliza Mara Nasrala.

Fonte:Olhar direto

SEM COMENTÁRIOS

O QUE ACHOU DESTE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO.

*