A IMPORTÂNCIA DA FISIOTERAPIA APÓS FRATURAS

0
2341

Fraturar um membro é uma situação que pode acontecer na vida de todos e, nesses casos, a maior incerteza é o que vamos fazer para nos recuperar, e saber como o corpo ficará depois do ocorrido.

O tipo mais comum de fratura é aquela que possui uma linha única entre as partes quebradas, formando uma rachadura, porém, esta fratura não altera os contornos do osso. As fraturas mais graves são aquelas que, além de afastar uma parte da outra, causa um desvio entre elas, favorecendo o desalinhamento do osso. Existe também a fratura exposta, onde há o rompimento da pele e outros tecidos moles.

A possibilidade de um mesmo osso ser quebrado mais de duas vezes é grande. Ossos compridos e mais finos são fáceis de serem fraturados, já os largos e mais curtos precisam de traumas maiores.

O tratamento depende de cada tipo de fratura, onde, nos casos mais graves e na exposta, é necessária a realização de uma cirurgia para colocar tudo no lugar. Casos mais leves, onde não acontece o desvio ou a separação considerável, o método de tratamento é mais conservador, usando somente a imobilização da região lesionada (gesso ou órteses).

Grande parte dos médicos indicam a fisioterapia após a fratura do osso, isso porque, quando o paciente realiza a cirurgia, o fisioterapeuta ajuda no tratamento, controlando o inchaço e dores através de algumas manobras de drenagem linfática e aparelhos de analgesia, devolvendo a qualidade de vida a seu paciente.

Nos casos mais comuns de fratura, geralmente, o indivíduo sofre de rigidez muscular, perda de massa muscular e fraqueza muscular. O profissional de fisioterapia ajudará na recuperação das funções da região afetada, favorecendo a amplitude dos movimentos, e a musculatura envolvida para o membro poder voltar ao normal, já que permaneceu imobilizado durante um longo período. O tempo de tratamento depende de como o corpo do paciente responde às atividades proporcionadas pelo fisioterapeuta.

É importante ressaltar que o paciente e o profissional devem ser claros quanto á recuperação, pois o indivíduo deve explicar a situação completa do seu caso, para que o profissional consiga obter sucesso em sua reabilitação. Por isso, procure sempre profissionais de sua confiança, e que sejam especializados no assunto.

Por:

Fonte: http://www.carci.com.br

SEM COMENTÁRIOS

O QUE ACHOU DESTE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO.

*