NotíciasSaúde

A IMPORTÂNCIA DA FISIOTERAPIA COMO TRATAMENTO DAS VARIZES

A insuficiência venosa crônica (IVC) dos membros inferiores é uma das enfermidades crônicas de maior incidência na população humana. As varizes são apenas um dos aspectos da doença venosa, que também podem se apresentar de formas mais graves, como, por exemplo, úlceras.

Segundo o fisioterapeuta Cleiton vários fatores de risco têm sido associados ao desenvolvimento da insuficiência venosa, como idade, sexo, estilo de vida, ocupação, obesidade, dieta, uso de hormônios, gravidez, histórico familiar e muitos outros. As manifestações clínicas da IVC variam desde a ausência de sintomas até queixas importantes, como limitação das atividades diárias, lazer e trabalho. As queixas mais frequentes são dor, sensação de peso e cansaço.

Conforme o fisioterapeuta, algumas técnicas da Fisioterapia têm como objetivo promover uma drenagem venosa e estimular o movimento (como a cinesioterapia). “A drenagem deve ser realizada por profissional habilitado, que conheça a anatomia do sistema linfático, com ritmo suave e respeitando os fluxos sanguíneos e linfáticos, porque se a pressão exercida na pele for exagerada e não respeitar a anatomia do sistema linfático pode estourar vasos e válvulas, causando hematomas e/ou edemas”, destaca Cleiton.

A drenagem linfática ajuda no escoamento do excesso de líquidos, toxinas e gorduras presentes na linfa que podem evoluir para edemas crônicos e varizes. “Portanto, a drenagem pode ser usada para a prevenção e tratamento de varizes, mas deve ser muito bem indicada, pois é contraindicada nos casos de trombose venosa profunda.

A cinesioterapia (terapia do movimento) serve para melhorar a articulação do tornozelo, pé e a bomba muscular, fazendo com que diminua a atrofia muscular e a rigidez que pode surgir com a piora da IVC e, assim, diminuir o aparecimento de úlcera varicosa”, salienta Cleiton.

Os fisioterapeutas sustentam que a melhor prevenção é fazer exercícios físicos, pois os músculos das pernas se contraem (músculos “panturrilha”) e são ativados alguns mecanismos que favorecem a volta do sangue ao coração. “Esse também é um dos motivos da predominância de varizes nas mulheres que, de forma geral, apresentam menor massa muscular que os homens”.

A ginástica, desde que recomendada por um médico e acompanhada por professores de Educação Física, não só evita o aparecimento das varizes, como ajuda a preveni-las, principalmente se for uma atividade aeróbica.

Para quem trabalha muito tempo sentado, o ideal é utilizar aquelas plataformas para fazer o movimento com os pés para trabalhar a panturrilha. Levantar da cadeira de tempos em tempos, andar um pouco e reservar pequenos intervalos para elevar as pernas também é aconselhável. “O movimento das pernas é muito importante para bombear o sangue das veias. Portanto, ficar muito tempo sentado ou em pé, parado, é ruim para o trabalho das veias. Algumas empresas já contam com a ginástica laboral (exercícios realizados por um fisioterapeuta ou educador físico durante períodos no trabalho), que previnem também outras doenças ocupacionais”, ressalta Cleiton.

Outras dicas são: não submeter o corpo à exposição prolongada de temperaturas elevadas, situações de estresse, utilizar roupas confortáveis, evitar cintas abdominais apertadas e corrigir problemas ortopédicos.

Os fisioterapeutas afirmam que há outros métodos, como as meias de compressão, que devem ter indicação de um especialista, pois a utilização de forma incorreta pode ser prejudicial. “É necessário conhecer o momento adequado de iniciar seu uso, bem como o tipo indicado (tamanho e compressão) para cada caso.

As meias ajudam a diminuir o inchaço nas pernas, principalmente em pessoas que passam muito tempo de pé ou sentadas. De qualquer forma, o momento ideal para vesti-las é imediatamente após repouso com elevação das pernas”.

Assim, os exercícios que combatem o sedentarismo são muito importantes para a circulação de todo o corpo e podem ser excelentes aliados, trazendo benefícios para quem tem predisposição a varizes. “Caminhando, pedalando, fazendo exercícios dentro da água (hidroginástica, natação, Pilates que têm baixo impacto), entre outras atividades, podem auxiliar no retorno do sangue venoso evitando-se, assim, os problemas circulatórios”.

Para finalizar, consideramos fundamentais as visitas periódicas ao médico vascular para avaliar e prevenir o aparecimento das varizes (caso seja suscetível por fatores familiares ou ocupacionais) e tratar se for o caso.

Fonte: Blog Atenção Guamare

Tags
Mostrar mais

Fisioterapia.com

Encontre no Portal Fisioterapia.com uma grande variedade de notícias, artigos, oportunidades e serviços exclusivos para Profissionais e Acadêmicos de Fisioterapia ou interessados pela área.

Publicações relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close