INCA LANÇA TESTE ONLINE SOBRE CÂNCER DO COLO DO ÚTERO

0
1079

Teste: O que você sabe sobre o câncer?

  1. O que causa o câncer do colo do útero?
A) Falta de higiene
B) Infecção persistente pelo Papiloma Vírus Humano (HPV)
C) Infecção pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV)
Correta: B
Justificativa:
O câncer do colo do útero é um tumor (multiplicação anormal das células) que se desenvolve na parte inferior do útero, chamada “colo”, que fica no fundo da vagina e está associado à infecção persistente do vírus HPV (Papilomavírus Humano), especialmente os subtipos 16 e 18. A infecção pelo HPV é frequente na população, mas a maioria das infecções pelo HPV é eliminada naturalmente pelo organismo. Em alguns casos, as infecções se mantêm e podem evoluir para o câncer do colo do útero.
2. Qual a forma de transmissão do vírus HPV?
A) Transfusão de sangue
B) Sêmen(esperma), com ou sem penetração
C) Contato íntimo durante as relações sexuais, entre uma pessoa infectada e uma saudável, mesmo entre pessoas do mesmo sexo e sem haver penetração
Correta: C
Justificativa:
A transmissão do vírus se dá por contato direto com a pele ou mucosa infectada. A principal forma é pela via sexual. Assim, o contágio pelo HPV pode ocorrer mesmo na ausência de penetração vaginal ou anal. Também pode haver transmissão durante o parto. Não está comprovada a possibilidade de contaminação por meio de objetos, do uso de vaso sanitário e piscina ou pelo compartilhamento de toalhas e roupas íntimas. A infecção pelo HPV é fator de risco para o desenvolvimento de outros cânceres, como de vagina, vulva, ânus, pênis, orofaringe e boca.
3.Como é possível prevenir o câncer do colo do útero?
A) Vacinando-se contra o HPV e fazendo o exame Papanicolaou (preventivo) regularmente.
B) Fazendo o tratamento, em caso de infecção pelo vírus HPV
C) Ambas as respostas anteriores
Correta: A
Justificativa:
A vacinação e o exame Papanicolaou se complementam como ações de prevenção desse câncer. A orientação do Ministério da Saúde é que meninas 9 a 13 anos sejam vacinadas, e mulheres façam o exame preventivo a partir dos 25 anos. A vacina contra o HPV e o exame Papanicolaou devem estar disponíveis na unidade básica de saúde mais próxima de sua casa. Não existe tratamento para eliminar o vírus HPV. O tratamento é apenas para curar as lesões precursoras do câncer do colo do útero, que são causadas pela infecção persistente pelo HPV.
4. O que é o exame preventivo (Papanicolaou)?
A) É o mesmo que ultrassonografia transvaginal
B) É a coleta do material do colo do útero por meio de espátula e escovinha
C) É o exame de toque vaginal realizado na consulta ginecológica
Correta: B
Justificativa:
O nome “Papanicolaou” é uma referência ao patologista grego Georges Papanicolaou, que criou o método em 1940. O exame preventivo é simples e rápido. Pode, em alguns casos, causar apenas um pequeno desconforto.
5. Para que serve o exame preventivo?
A) Avaliar a saúde dos órgãos sexuais femininos
B) Prevenir o câncer do colo do útero
C) Diagnosticar infecções ginecológicas
Correta:B
Justificativa:
De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), esse exame é a principal estratégia para o rastreamento do câncer do colo do útero, ou seja, para detectar precocemente lesão pré-cancerosa, antes que a mulher desenvolva o câncer.
6. Com que frequência deve ser feito o exame preventivo (Papanicolaou)?
A) A cada seis meses
B) Anualmente, após dois exames normais realizados com intervalo de seis meses
C) A cada três anos, após dois exames normais realizados com intervalo de um ano.
Correta: C
Justificativa:
A repetição um ano após o primeiro exame tem como objetivo reduzir a possibilidade de um resultado falso-negativo (resultado negativo incorreto). A periodicidade de três anos tem como base a recomendação da OMS e as diretrizes da maioria dos países com programa de rastreamento organizado do câncer do colo do útero. A história natural da doença geralmente apresenta um longo período de lesões precursoras, sem sinais ou sintomas e curáveis, na quase totalidade dos casos, quando tratadas adequadamente.
7. Qual a idade recomendada para a realização do Papanicolaou?
A) Após o início da vida sexual
B) A partir de 18 anos
C) Entre 25 e 64 anos
Correto: C
Justificativa:
A faixa etária de 25 a 64 anos, em mulheres sexualmente ativas, justifica-se por ser a de maior ocorrência das lesões de alto grau, passíveis de serem tratadas efetivamente para não evoluírem para o câncer do colo do útero. Essa é uma doença de desenvolvimento lento cuja incidência aumenta nas mulheres entre 30 e 39 anos e atinge seu pico na faixa dos 50 aos 60 anos. Antes dos 25 anos prevalecem as infecções por HPV e as lesões de baixo grau, que regredirão espontaneamente na maioria dos casos e, portanto, podem ser apenas acompanhadas conforme recomendações clínicas. Quando a mulher completar 65 anos e tiver dois exames normais nos últimos cinco anos, deve parar de fazer os exames, pois não há evidências de haver benefício em continuar realizando o preventivo após essa idade.
8. Para o desenvolvimento do câncer do colo do útero é necessária a infecção pelo HPV, mas há fatores que aumentam o risco de desenvolver a doença. São eles:
A) Tabagismo, alcoolismo e sedentarismo
B) Tabagismo, multiplicidade de parceiros sexuais e multiparidade (três ou mais partos)
C) Alcoolismo, multiplicidade de parceiros sexuais e multiparidade (três ou mais partos)
Correto: B
Justificativa:
Além desses, outros fatores, como a iniciação sexual precoce e o uso de contraceptivos orais, aumentam o risco para o desenvolvimento do câncer do colo do útero. Doenças relacionadas à imunidade, como infecção pelo HIV e lúpus, também têm relação com esse câncer. A maioria das infecções por HPV em mulheres com menos de 30 anos regride espontaneamente. Acima dessa idade, a persistência da infecção é mais frequente.
9. O uso de preservativo (camisinha) feminino ou masculino é importante para reduzir o risco de infecção pelo HPV?
A) Sim, pois protege totalmente
B) Sim, mas protege parcialmente
C) Não, pois não oferece proteção
Correto: B
Justificativa:
Apesar de sempre recomendado, o uso de preservativo (camisinha) feminino ou masculino durante todo contato sexual, com ou sem penetração, não protege totalmente da infecção pelo HPV, pois não cobre todas as áreas passíveis de serem infectadas. Na presença de infecção na vulva, nas regiões pubiana, perineal e perianal ou na bolsa escrotal, o HPV poderá ser transmitido mesmo com o uso do preservativo. A camisinha feminina, que cobre também a vulva, protege mais contra o contágio se utilizada desde o início da relação sexual.
10. Em geral, o câncer do colo do útero leva muitos anos para evoluir e não apresenta sintomas em sua fase inicial. Em fase avançada, os principais sintomas são:
A) Dor e sangramento vaginal fora do período menstrual
B) Corrimento e coceira vaginal
C) Sangramento e coceira vaginal
Correta: A
Justificativa:
O câncer do colo do útero é uma doença de desenvolvimento lento, que pode cursar sem sintomas na fase inicial e evoluir para quadros de sangramento vaginal intermitente ou após a relação sexual, secreção vaginal anormal e dor abdominal associada a queixas urinárias ou intestinais nos casos mais avançados.
11. A sexualidade e a fertilidade das mulheres submetidas ao tratamento do câncer do colo do útero podem ficar comprometidas pelo tratamento?
A) Não
B) Sim. Todas as mulheres submetidas ao tratamento da doença têm sua sexualidade e fertilidade comprometidas
C) Sim. Mas nem todas as mulheres submetidas ao tratamento da doença têm sua sexualidade e fertilidade comprometidas.
Correta: C
Justificativa:
A sexualidade e a fertilidade podem ser afetadas pelo tratamento, mas isso depende, principalmente, da extensão do tumor. Tumores iniciais necessitam, geralmente, apenas de uma pequena cirurgia chamada conização que, normalmente, não afeta a sexualidade e a fertilidade. Já tumores maiores que necessitem de tratamentos mais agressivos, como a retirada do útero ou mesmo quimioterapia e radioterapia afetam consideravelmente esses aspectos. Portanto, é fundamental que todas as mulheres façam o exame preventivo de acordo com a periodicidade recomendada.
Fonte:INCA ( Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva )

SEM COMENTÁRIOS

O QUE ACHOU DESTE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO.

*