ISOSTRETCHING

0
3801

Ao escutar a palavra Isostretching, todos perguntam sobre o seu significado.Pois bem, Isostretching é uma combinação de palavras:

ISO: é abreviatura da palavra isometria, isométrico. Significa que há contração muscular sem movimentação das articulações adjacentes.

STRETCHING: em inglês, significa alongar, alongamento.

Portanto, ISOSTRETCHING significa trabalhar o corpo com alongamentos, fazendo contrações isométricas nos músculos que estão sendo trabalhados nos exercícios propostos.

Segundo estudos atuais, cerca de 80 a 90% da população mundial sofre ou sofreu com dores na coluna.

Atualmente, estes episódios de dor na coluna vertebral também tem atingido com grande freqüência indivíduos jovens. Isto se deve a aquisição de hábitos da vida moderna, onde tudo já vem pronto.

Crianças e adolescentes realizam a maioria de suas atividades na posição sentada: assistem televisão, jogam ‘videogame’, brincam no computador.

Na maioria das vezes, vivem em apartamentos, ficando com um espaço restrito para fazerem suas brincadeiras e demais atividades.

Com o corre-corre diário, os pais têm pouco tempo para ficar com seus filhos; e quando se reúnem, fazem outras tantas atividades sentadas.

Este fato favorece um desenvolvimento gestual incompleto, ou seja, a criança adquire hábitos posturais inadequados.

Para a realização adequada dos movimentos do tronco é necessário um bom equilíbrio o entre a bacia e a coluna. Quando fazemos a flexão do tronco, ou seja, quando nos curvamos para frente, a coluna e a bacia devem se movimentar em conjunto. Se isso não acontece, a coluna vertebral está mais propicia a lesões.

Existem fatores que favorecem estes desequilíbrios. Podemos citar como exemplos, o encurtamento da musculatura posterior da coxa devido à má postura corporal, e o posicionamento da bacia.

Outro exemplo que favorece este desequilíbrio é o uso de calças ‘jeans’. Além de muito justas no corpo, possuem tecido muito grosso. Com isso, a bacia é aprisionada aos membros inferiores impedindo o seu movimento em conjunto com a coluna. Esta fica livre e ao mesmo tempo desprotegida, facilitando o surgimento de dores na coluna lombar.

O francês Bernard Redondo criou o método Isostretching há mais de 30 anos, visando devolver ao corpo a flexibilidade muscular, evitado assim o surgimento e a progressão de patologias crônicas da coluna vertebral que atingem grande parte da população.

Com o objetivo de manter o corpo elegante e com boa mobilidade surgiu a necessidade de realizar alongamentos. O Isostretching procura resgatar a flexibilidade que perdemos devido ao sedentarismo, ao envelhecimento, aos movimentos viciados do mundo moderno, pois qualquer alteração sofrida ao longo da vida determinará uma maior ou menor deformidade postural em nosso corpo.

– Nosso corpo é formado por cadeias musculares, ou seja, músculos que atuam em sua função, mas quando esta função não é bem executada por ele, afeta direta ou indiretamente os músculos que estão mais próximos.

– Quando estas cadeias estão em desequilíbrio, há acúmulo de tensão em determinados pontos do corpo. “Não há boa morfologia sem equilíbrio das tensões. Este bom equilíbrio permite a perfeita coexistência da estabilidade e da mobilidade”.

A manutenção de uma boa postura depende de um reforço da musculatura profunda da coluna vertebral, isto é, dos pequenos músculos que ficam presos às vértebras.

Com o Isostretching, isto é adquirido através de contrações isométricas de tal musculatura. Além disso, a concentração do paciente para corrigir a postura corporal durante a realização dos exercícios é fundamental.

Como são realizados os exercícios do Isostretching?

O Isostretching trabalha de forma global, entretanto a sua principal peça é a coluna vertebral. Ela é a primeira a ser corrigida, depois os braços, pernas e cabeça adaptando-se a ela em cada exercício proposto.

No Isostretching, os exercícios têm poucas repetições. Cada repetição de um exercício corresponde a uma expiração profunda que a pessoa consegue realizar. É no momento da expiração que as correções são realizadas.

Quanto maior o tempo de expiração, melhor a correção postural.

Estas correções consistem no abaixamento das omoplatas, um auto-engrandecimento e alinhamento da coluna vertebral, contração isométrica da musculatura da região abdominal.

Há a necessidade de se repetir cada exercício, no mínimo três vezes: a primeira vez é para compreender; a segunda é para a correção; e terceira, é para fazer da melhor maneira possível.

Os exercícios basicamente são realizados em três posições: em pé, sentado, deitado. Os exercícios podem ser feitos de maneira livre. Pode-se utilizar também uma bola e um bastão. Estes dois elementos deixam os exercícios mais difíceis e devem ser adaptados conforme a freqüência que cada pessoa faz o Isosretching.

Cada pessoa realiza estes exercícios conforme a sua capacidade, respeitando o seu limite. À medida que os exercícios são praticados, a flexibilidade articular e muscular são redefinidos, e o corpo recupera a sua harmonia.

Quais os benefícios que o Isostretching nos proporciona?

Podemos citar como benefícios proporcionados pelo Isostretching, a flexibilidade muscular e articular; controle respiratório; tonicidade da coluna vertebral; mobilidade da bacia e do diafragma, melhora da consciência corporal que possibilita uma postura adequada durante as atividades cotidianas.

O Isostretching é um método particular de aumentar e despertar a consciência corporal. Por meio dele, conseguimos perceber e corrigir a nossa postura. Quando isto ocorre, nos tornamos indivíduos com uma boa forma e bem-estar, e certamente mais saudáveis.

Obras consultadas:
REDONDO, B. Isostretching, a ginástica da coluna. Editora Chiron,2001.
SOUCHARD, Ph. E. O Stretching Global Ativo a serviço do Esporte. Editora Manole, 2 ed.

Por: Daniele Sorio Heinz – Fisioterapeuta. Crefito: 18227-F

Fonte: Jornal Conceito Saúde

SEM COMENTÁRIOS

O QUE ACHOU DESTE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO.

*