MIALGIA VS LOMBALGIA

0
1634

Mialgia é um termo utilizado para caracterizar dores musculares em qualquer parte do corpo. Já a lombalgia acontece quando existe dor na região lombar.

A mialgia define-se como uma dor nos músculos dos ombros, pescoço ou qualquer outro. A dor surge devido a tensões nos músculos, por exemplo se exercer um excessivo esforço dos olhos, provocado por exemplo por uma má iluminação, ficará com certeza com mialgia na região dos olhos. Outras causas podem ser por exemplo uma má posição durante o trabalho ou devido ao stress mental.

Enquanto a mialgia pode afectar qualquer músculo, a lombalgia acontece quando uma pessoa tem dor na região lombar. Ou seja, na região mais baixa da coluna perto da bacia. É também conhecida como “lumbago”, “dor nas costas”, “dor nos rins” ou “dor nos quartos”. Algumas vezes, a dor irradia para as pernas com ou sem dormência.

Causas
A lombalgia não é uma doença, mas um tipo de dor que pode ter diferentes causas, algumas delas complexas. À semelhança da mialgia, a lombalgia é frequentemente causada por posturas incorrectas. Isto é, causada por uma má posição quando está sentado, deitado ou até quando se baixa para carregar algum objecto pesado. Outras vezes, a lombalgia pode ser causada por inflamação, infecções, hérnias discais ou artrose (processo degenerativo de uma articulação).

A mialgia pode ser causada por uma grande variedade de factores, mas, mais comummente, está associada ao uso excessivo de um músculo ou grupo de músculos e ferimentos ou traumas como, entorses e luxações. Além de lesões traumáticas, as infecções virais, como a gripe, são algumas das causas mais comuns de mialgia.

Tipos
Há dos tipos de lombalgia: aguda e crónica. A forma aguda é forte e aparece subitamente depois de um esforço físico. Ocorre na população mais jovem. A forma crónica geralmente acontece entre os mais velhos. Nestes casos a dor não é tão intensa, porém, é quase permanente.

No caso da mialgia ela pode ser difusa ou localizada. É o mesmo que dizer que pode ocorrer apenas em determinada região do corpo, ou em diversas áreas.

Sintomas
A dor é o principal sintoma em qualquer uma das condições – mialgia e lombalgia. A dor é facilmente identificada e é uma queixa comum na prática clínica.

No entanto, conforme já foi referido, quer a mialgia quer a lombalgia podem ser causadas por outras doenças e estarem associadas a quadros de astenia, fadiga ou fraqueza muscular, que muitas vezes pode ser o sintoma predominante. Também os formigueiros, a dormência nos músculos afectados, o inchaço e vermelhidão podem surgir nas duas situações.

Diagnóstico
Na mialgia, a história clínica e o exame físico correctamente feitos, associados a exames laboratoriais, podem definir a etiologia ou revelar se são necessários outros métodos de diagnóstico.

Nos casos de lombalgia, em mais de 90% dos casos, o diagnóstico e a causa são estabelecidos com a história clínica do doente e o exame físico. Em caso de dúvida, pode ser feita radiografia, densitometria ou ressonância magnética.

Tratamento
O mais importante é tratar a causa da lombalgia Na crise aguda de lombalgia, o exercício está totalmente contra-indicado. Deve-se fazer repouso absoluto. Podem ser administrados medicamentos analgésicos e/ou anti-inflamatórios.

O tratamento cirúrgico, por exemplo quando a lombalgia é causada por uma hérnia discal, está indicado apenas nos 10% dos casos quando a crise não passa entre três a seis semanas. Habitualmente, no adulto, a maioria das lombalgias tem causas e tratamentos simples, já a dor lombar no adolescente é incomum e com causas que devem ser investigadas cuidadosamente pelo especialista.

Também na mialgia o tratamento adequado depende de vários fatores, tais como, as causas subjacentes ou a gravidade da dor. Se é causada por fatores como, o uso excessivo dos músculos e lesão ou trauma, podem ser aplicadas compressas quentes e frias para proporcionar alívio da dor. A dor muscular pode também ser reduzida pela massagem nos músculos afetados com movimentos suaves.

Os analgésicos e anti-inflamatórios não esteróides ou relaxantes musculares podem também ser usados no tratamento da mialgia.

Fonte: http://www.atlasdasaude.pt/

SEM COMENTÁRIOS

O QUE ACHOU DESTE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO.

*