REEDUCAÇÃO POSTURAL GLOBAL: DESCUBRA O QUE ESSA TÉCNICA PODE FAZER POR VOCÊ

20/08/12

Conheça o método que enxerga o corpo como um todo, corrige a postura e ainda descobre a origem daquela dorzinha que andava incomodando

Já que iremos falar de postura, que é do que trata a Reeducação Postural Global (RPG), em primeiro lugar, sente-se direito. Apóie os dois ossos mais pontudos dos glúteos (ísquios) na cadeira, mantenha os pés no chão, os ombros levemente para trás e a coluna reta. Segure a revista à sua frente mantendo os cotovelos dobrados em um ângulo de 120 graus. A posição da cabeça deve permitir que o olhar seja o mais horizontal possível. Observe sua respiração: tente inspirar e expirar na mesma medida. Pronto. Fique assim.

Talvez você esteja se sentindo um pouco "desalinhado" nessa posição. Acontece. A maioria de nós não está acostumada a se portar como deveria com o corpo, e não só por displicência. Existem fatores fora do nosso alcance que, literalmente, nos entortam. A gravidade é um deles. Sua força nos comprime achatando músculos e articulações, quadro piorado com as tensões do dia-a-dia, que enrijecem ainda mais nossa máquina. Além disso, a RPG leva em conta um probleminha que todo mundo tem mas que ninguém percebe: costumamos inspirar o ar, mas não o expiramos com o mesmo vigor. A expiração acaba acontecendo pelo simples relaxamento dos músculos inspiratórios. O resultado é uma descompensação muscular: os músculos inspiratórios, de tanta musculação, ficam fortes e rígidos, enquanto os expiratórios só são solicitados para gritar ou tossir (sabe aqueles músculos que ficam doloridos depois de um dia tossindo muito? É deles que eu estou falando).

Tudo isso provoca um desequilíbrio do corpo. E, já que precisamos de equilíbrio para nos mantermos de pé, damos início a uma série de compensações: colocamos a cabeça para a frente, elevamos os ombros, arrebitamos o bumbum, pisamos para dentro ou para fora ou entortamos as costas e por aí vai. Cada um reage de uma forma e assim se criam as patologias.

Mas não é só culpa da natureza ou dos outros. Cada um tem sua cota de responsabilidade nisso. Quem é que gosta de ler revista em uma posição desconfortável como essa que você está agora? (Não vá me dizer que você relaxou.) A gente gosta é de se estirar no sofá com os pés para fora, ou assistir à tV largado na almofada de qualquer jeito, certo? É a famosa lei do menor esforço. "Quando nos acostumamos com uma maneira, ela se torna a mais confortável e a que menos dispende energia. Se você, por exemplo, começar a descer escada dez vezes por dia, vai precisar se alimentar um pouco mais, ou seu corpo vai começar a dizer: estou com preguiça, não vá", diz o presidente da Sociedade Brasileira de RPG, Oldack Borges.

terapia intensiva claro

Fonte: Boa Forma


Leia também: