OS EFEITOS DA FISIOTERAPIA AQUÁTICA NO TRATAMENTO DA FIBROMIALGIA: UMA REVISÃO DE LITERATURA

0
730

The Effects of Aquatic Physical Therapy in the Treatment of Fibromyalgia: A Review of Literature

RESUMO

Introdução: A Síndrome da Fibromialgia (SFM) é definida como uma enfermidade reumática crônica não articular, caracterizada por dor generalizada, difusa bilateral e pela presença de pontos dolorosos em regiões anatômicas específicas. Sua sintomatologia é caracterizada por um quadro bastante variado e a etiologia é considerada multifatorial. De difícil tratamento, a SFM tem sido hoje um grande desafio para os profissionais da área de saúde, pois não existe um tratamento específico. A fisioterapia aquática é hoje das formas de intervenção a mais comumente utilizada no manejo da SFM, e por isso vem sendo utilizada em programas de reabilitação multidisciplinar nas mais diversas áreas. Objetivo: Realizar uma revisão da literatura sobre os principais efeitos da fisioterapia aquática em pacientes portadores de fibromialgia. Métodos: Foi realizada uma pesquisa bibliográfica para localizar artigos sobre os efeitos da fisioterapia aquática em pacientes com SFM, nas seguintes bases de dados: Bireme, Lilacs e Pubmed, no período de 2005 até 2010. Além disso, foi utilizada a escala de PEDro para identificar a qualidade metodológica dos artigos utilizados na pesquisa. Resultados: 45 artigos foram selecionados, destes apenas seis ensaios clínicos preencheram os critérios de seleção para esta revisão. Os artigos pesquisados demonstram que a fisioterapia aquática produz efeitos benéficos no tratamento da SFM. Considerações Finais: A fisioterapia aquática é eficaz no tratamento da SFM, pois vários benefícios são obtidos na melhora da sintomatologia. Entretanto, devido à heterogeneidade da amostra, desenho de estudo e a grande variedade de protocolos, é difícil fazer recomendações para a prática clínica.

Palavras-chave: Fibromialgia, Hidroterapia, Modalidades de Fisioterapia.

ABSTRACT

Introduction: Fibromyalgia Syndrome (FMS) is defined as a chronic rheumatic disease not articulate, characterized by widespread pain, bilateral diffuse and the presence of tender points in specific anatomical regions. The clinical picture is characterized by a very wide and the etiology is considered multifactorial. Difficult to treat, the FMS has been a great challenge today for professionals in the health area, since there is no specific treatment. The aquatic therapy is now the forms of assistance the most commonly used in the management of FMS, and so it is being used in multidisciplinary rehabilitation programs in several areas. Objective: To review the literature on the main effects of aquatic therapy in patients with fibromyalgia. Methods: We performed a literature search to locate articles on the effects of aquatic therapy in patients with FMS, the following databases: BIREME, LILACS and PubMed, from 2005 until 2010. In addition, we used the PEDro scale to identify the quality of the methodology used in research. Results: 45 articles were selected, of which only six trials met the selection criteria for this review. The articles surveyed show that aquatic therapy produces beneficial effects in treatment of FMS. Conclusion: The aquatic therapy is effective in the treatment of FMS because many benefits are achieved in the improvement of symptoms. However, due to the heterogeneity of the sample, study design and wide range of protocols, it is difficult to make recommendations for clinical practice.

Keywords: Fibromyalgia, Hydrotherapy, Physical Therapy Modalities.

Por: Rafaella Lopes De Siqueira Soares 1, Rebeca De Oliveira Silva 2, Valéria Conceição Passos De Carvalho 3

SOBRE OS AUTORES

1. Fisioterapeuta.
2. Fisioterapeuta.
3. Fisioterapeuta, Drª em Neuropsiquiatria e Ciências do Comportamento, Profª Assistente do Curso de Fisioterapia da UNICAP.

Fonte: Revista Inspirar

SEM COMENTÁRIOS

O QUE ACHOU DESTE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO.

*