PARA QUE SERVE A FICHA DE ANAMNESE GERAL

0
3607

Anamnese é uma entrevista realizada pelo profissional de saúde, no caso pelo esteticista com seu cliente, com a intenção de ser um ponto inicial no tratamento desejado. Uma anamnese, como qualquer outro tipo de entrevista, possui formas e técnicas corretas de serem aplicadas. Ao seguir as técnicas, pode-se aproveitar ao máximo o tempo disponível para o atendimento, o que produz um diagnóstico seguro e um tratamento correto. Após o preenchimento da ficha de anamnese é realizada uma avaliação corporal ou facial para definir o tipo de tratamento mais adequado, respeitando as informações disponibilizadas pelos clientes.

Muitos profissionais acreditam que a ficha de anamnese sirva apenas para obter os dados pessoais de seus clientes para quando precisarem contatá-los, mas além de ser um simples cadastro, serve principalmente para conhecê-lo profundamente e para ajudar o esteticista a tomar decisões importantes no tratamento a ser realizado.

Vamos supor que o cliente procure um profissional para realizar um tratamento para manchas na pele. O profissional, obrigatoriamente necessita saber a expectativa do cliente, seu histórico de saúde, o que costuma usar de cosméticos, se ele se expõe ao sol, se está fazendo algum acompanhamento ou tratamento médico, se possui alguma doença, alergia, restrições e etc.

Reunindo todos estes dados, conseguirá analisar e montar de acordo com a situação e necessidade do cliente o melhor tratamento, sendo ele único e personalizado, além de evitar causar danos ao mesmo.

*Lembrando que aos profissionais da área da saúde cabe criar, selecionar e aplicar os modelos que sejam mais adequados ao tipo de serviço que prestam.

A seguir, você irá aprender a montar uma ficha completa de anamnese, utilizada por profissionais da estética e entender o porquê deve preencher adequadamente cada campo.

anamnese_01

1- Cadastro completo

Com o preenchimento do cadastro, o profissional terá os dados completos do cliente, que além de usa-los para identificação, poderá contata-lo quando necessário e utilizar para criar campanhas de publicidade, como por exemplo, oferecer desconto no mês do aniversário, fazer envio de e-mail marketing com promoções, novidades, dicas e etc.

2- Queixa/ Duração:

É importante saber qual o motivo principal que fez o cliente procurar o profissional, e há quanto tempo essa queixa vem se estendendo para prosseguir com o tratamento correto. Vale ressaltar que às vezes o que o esteticista acha que deve ser tratado, não é aquilo que realmente incomoda o paciente. “Falar é uma necessidade, escutar é uma arte.”(Johann Goethe)

habitos_diarios_anamnese_

3- Tratamento estético anterior:

Saber se o cliente fez um tratamento estético anterior, direciona o profissional na escolha do tratamento a ser proposto, a repassar o procedimento, verificando se irá corresponder às expectativas do cliente, além de identificar possíveis contraindicações e/ou necessidades.

4- Utilização de cosméticos:

Ao saber quais cosméticos o cliente utiliza, ajuda a verificar quais cosméticos do tratamento proposto poderá interagir sem que haja complicações ou contraindicações. Com esse dado preenchido, também conseguirá saber a rotina de cuidados e prevenções que o cliente costuma ter.

5- Exposição ao sol / Filtro Solar:

Saber se o cliente costuma se expor muito ao sol e se utiliza alguma proteção solar diária, é importante, pois no caso de tratamentos com uso de peelings químicos, por exemplo, é extremamente contraindicado a exposição sem proteção. Também é um fator em potencial para a causa do envelhecimento cutâneo. Durante vários anos, as pessoas são alertadas a evitar, ou pelo menos limitar severamente a exposição ao sol, pois a radiação ultravioleta é a causa primária do câncer de pele.

6- Usa lentes de contato:

O cliente deve retira-las na hora de certos tipos de tratamentos em cabine, para não ocorrerem lesões ou irritações.

7- Tabagismo:

A pele de um fumante necessita de cuidados especiais, a grande maioria possui uma pele desvitalizada e desoxigenada, além de possuir cicatrização mais lenta, portanto os tratamentos devem ser redirecionados para tais necessidades desse paciente.

8- Ingere Bebida Alcoólica:

Normalmente a pele de quem ingere bebida alcoólica em excesso, costuma ser desidratada, desvitalizada e edemaciada (retenção de líquido), necessitando de cuidados especiais.

9- Funcionamento intestinal:

A pele de uma pessoa com constipação (prisão de ventre) pode sofrer bastante, ficando oleosa, desoxigenada, além de o inchaço e dor abdominal serem presentes, assim como possibilidade de mal humor, irritabilidade, cansaço e gases.  Deve-se tomar cuidado ao fazer massagem na região do abdome.

10- Qualidade do sono:

A qualidade do sono interfere consideravelmente na vida e na pele de uma pessoa. Há alterações na textura e coloração da pele, vascularização, humor, qualidade de vida, estresse e etc.

11- Ingestão de água:

Saber se o cliente ingere água, é muito importante para a questão da hidratação da pele e do organismo. Água é fonte de energia e principal do funcionamento do nosso corpo e pele.

12- Alimentação:

Saber os hábitos alimentares do cliente, os tipos de alimento de preferência que consome, entender sobre os minerais, vitaminas e alimentos, ajuda principalmente a analisar e identificar alguma deficiência que ele possa apresentar e que esteja causando algum dano. Envelhecimento, acne, HLDG, gordura localizada, edema, pré e pós operatório e muitas outras situações podem ser tratadas em conjunto com a prescrição dos alimentos e suplementos corretos, sendo assim, a parceria com um nutricionista é de extrema importância. Indique seu cliente a um nutricionista, os resultados são claramente potencializados.

13- Atividade Física:

Importante saber se o cliente possui hábitos saudáveis e se pratica alguma atividade física. Em caso de um tratamento para gordura localizada, por exemplo, devemos saber o quanto o cliente está disposto a ajudar no tratamento proposto. A frequência das atividades feitas também influência no tipo de tratamento indicado, pois uma pessoa que pratica atividade física em exagero produz muitos radicais livres, causando o envelhecimento precoce. Entender exatamente qual atividade o cliente faz e se está dentro da normalidade, ajudará em diversos pontos para obter sucesso no tratamento proposto.

14- Uso de anticoncepcional:

O uso de anticoncepcional mostra se a cliente possui alguma regularidade, se está evitando gravidez ou fazendo algum tratamento. Também é possível avaliar a questão hormonal.

15- Data do primeiro dia da última menstruação:

Se a mulher estiver no seu período menstrual, pode ser que seus hormônios estejam mais altos do que de costume, podendo ser uma causa para o problema da acne, por exemplo. Nos tratamentos, a cliente poderá apresentar maior sensibilidade à dor, levando o profissional a mudar seu protocolo naquele dia.

16- Gestante:

O tratamento com gestantes é diferenciado e é imprescindível  saber as contraindicações, principalmente em caso de aparelhos, produtos, postura, etc. Cuidados extras são necessários.

17- Gestações:

É importante saber se a cliente já teve filhos, pois se a mesma apresentar flacidez no abdome, por exemplo, este pode ter sido o motivo para que ocorresse ou se apresentar manchas, pode-se analisar a possibilidade de ser uma mancha de gestação e etc.

historico_clinico

18- Tratamento médico atual:

Saber se o cliente faz algum tratamento médico é fundamental, pois talvez seja por causa deste que ele procure um esteticista ou mesmo para evitar procedimentos inadequados e avaliar a melhor indicação de tratamento estético.

 19- Medicamentos em uso:

Saber se o cliente faz uso de algum medicamento é fundamental para não haver interações medicamentosas com os cosméticos utilizados no tratamento estético.

20- Antecedentes alérgicos:

Fundamental para não ocorrer nenhum tipo de alergia com os cosméticos que serão utilizados no tratamento.

21- Portador de marca-passo:

Existem diversos procedimentos estético em que este é um fator contraindicado, no caso de usar aparelhos com corrente elétrica, por exemplo.

22- Alterações cardíacas:

Contraindicado usar aparelhos com corrente elétrica ou outros procedimentos no qual esta seja também uma contraindicação.

23- Hipo/hipertensão arterial:

Para algum procedimento que seja uma contraindicação, importante saber se a pressão está compensada (se toma remédio para controlar).

24- Distúrbio circulatório:

Necessário verificar os procedimentos que não podem ser realizados e é importante frisar qual é este distúrbio, como por exemplo: vasinhos, varizes, trombose, flebite, etc.

25- Distúrbio renal:

Alguns procedimentos não podem ser feitos devido a este distúrbio nos rins, como por exemplo, a drenagem linfática, que pode sobrecarrega-los.

26- Distúrbio hormonal:

Saber se há distúrbios hormonais pode ajudar a descobrir a causa da acne, do sobrepeso, das manchas, excesso de pêlos (hipertricose e hirsutismo) e etc.

27- Distúrbio gastrointestinal:

É imprescindível saber se o cliente está sofrendo de algum distúrbio gastro intestinal, devido a dor abdominal ser presente, além de a pele dessa pessoa poder sofrer alterações, existe a possibilidade de mal humor, irritabilidade, cansaço e gases.  Deve-se tomar cuidado ao fazer massagem na região do abdome e verificar as contraindicações antes de aplicar algum procedimento.

28- Epilepsia- convulsões:

Existem procedimentos e protocolos com contraindicações para epiléticos, como no caso de eletroterapia, por exemplo. Verifique saber quais são as restrições e é aconselhado haver a indicação médica para efetuar alguns procedimentos.

29- Alterações psicológicas/ psiquiátricas:

Existem procedimentos e protocolos com contraindicações para pessoas com distúrbios psicológicos. Verifique saber quais são as restrições e é aconselhado haver a indicação médica para efetuar alguns procedimentos.

30- Estresse:

O Estresse é o causador de diversas doenças da atualidade. Saber se o paciente é estressado pode interferir nos resultados do tratamento estético e também guiar na escolha dos melhores protocolos.

31- Antecedentes oncológicos:

Existem diversos procedimentos contraindicados para pacientes oncológicos, cabe ao profissional verifica-los.

 32- Diabetes:

No caso para algum procedimento que esta seja uma contraindicação, importante perguntar se está compensada (controlada).

tratamento2

33- Implante dentário:

É importante saber se o cliente possui algum implante, para verificar os procedimentos que tenha contraindicações, como no caso de aparelhos elétricos.

34- Tratamentos Dermatológico / Estético:

Para não interferir o andamento do tratamento dermatológico / Estético e para avaliar os procedimentos que tenham contraindicações.

35- Cirurgia Plástica Estética:

É preciso saber qual o procedimento cirúrgico realizado, para trabalhar se possível com o pós operatório de acordo com a indicação médica e tomar os cuidados necessários.

36- Cirurgia Reparadora:

O mesmo motivo que você tem que saber de uma cirurgia plástica estética, você necessita saber sobre uma cirurgia reparadora, para trabalhar se possível com o pós operatório de acordo com a indicação médica e tomar os cuidados necessários.

DICA: É de extrema importância saber as indicações e contraindicações dos aparelhos, procedimentos e cosméticos utilizados, para não causar danos ao cliente. Faça sempre o preenchimento adequado da ficha de anamnese.

Fonte:  mundoestetica

 

 

SEM COMENTÁRIOS

O QUE ACHOU DESTE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO.

*