POR QUE A FISIOTERAPIA ESPORTIVA É TÃO IMPORTANTE?

0
1326

A fisioterapia esportiva é uma prática da medicina do esporte responsável pela identificação, pelo tratamento e pela recuperação das lesões causadas pelo exercício físico. Devido ao elevado número de indivíduos que praticam esportes na atualidade, os benefícios que a atividade física proporciona e o ascendente mercado de trabalho, constitui-se como uma especialidade promissora.

O objetivo da fisioterapia esportiva é prevenir o aparecimento de lesões causadas pelo desgaste excessivo das articulações e do tecido muscular. Além disso, pode estabelecer condutas fisioterapêuticas que propiciem o retorno do indivíduo ao esporte no curto prazo.

Por meio do diagnóstico cinético-funcional e dos exames pertinentes ao caso clínico do paciente, é possível instituir métodos fisioterapêuticos específicos e acompanhar a evolução do tratamento. Acompanhe este post e saiba mais sobre a fisioterapia esportiva!

Promoção de atividades físicas na atenção primária a saúde

O fisioterapeuta que atuar na medicina esportiva poderá sugerir atividades ou exercícios físicos para prevenir o aparecimento de doenças. Nesse contexto, deve trabalhar juntamente com médicos, nutricionistas e farmacêuticos para indicar o melhor exercício físico de acordo com o perfil clínico do paciente — além de considerar as limitações físicas.

Também é importante que o fisioterapeuta esportivo estabeleça uma rotina para o acompanhamento dos indivíduos que já apresentam doenças crônicas e querem diminuir as complicações clínicas.

Prevenção e recuperação de lesões musculoesqueléticas nos indivíduos

O fisioterapeuta esportivo é responsável por realizar o diagnóstico clínico da lesão e propor exercícios para sua recuperação funcional e o retorno à prática do esporte. Também identifica, por meio de exames específicos, as propriedades fisiológicas, biofísicas e biomecânicas do tecido musculoesquelético para analisar a gravidade da lesão e realizar as intervenções terapêuticas necessárias.

Um dos maiores desafios desse profissional é estabelecer a conduta clínica que não comprometa o desempenho físico já adquirido do atleta — e prever o retorno as atividades desportivas sem prejuízo clínico.

Pesquisa epidemiológica e fatores relacionados à assistência fisioterapêutica esportiva

Esse profissional fará levantamentos dos principais problemas clínicos apresentados pelos pacientes, a fim de pesquisar suas causas e consequências, assim como verificar a efetividade do tratamento proposto.

Podem ser levantadas questões sobre as modalidades esportivas mais indicadas por pacientes e estudar diferentes formas de inserção dos indivíduos com deficiência intelectual e portadores de necessidades especiais.

Área de atuação do profissional da fisioterapia esportiva

O especialista na área poderá trabalhar em todos os níveis de atenção a saúde. Atuando nos postos de saúde, garantirá uma saúde esportiva preventiva de doenças ou a realização de grupos operativos de pacientes com as mesmas limitações físicas.

Também pode atuar em clubes esportivos, academias ou em clínicas próprias. As principais atribuições desse profissional nesses ambientes é o preparo físico de jovens para as categorias de base das modalidades esportivas, a prevenção e a recuperação de lesões.

Nas clínicas próprias, podem fazer o diagnóstico clínico, estabelecer metas de exercícios e propor métodos para evitar novas lesões.

A fisioterapia esportiva, apesar de ser uma especialidade reconhecida desde 2007 pelo Conselho Federal de Fisioterapia, ainda é pouco conhecida. Com a divulgação das informações pertinentes a essa especialidade, o aumento do número de adeptos ao esporte e a possibilidade de abrir uma clínica para prestar esse serviço, a modalidade vem se consolidando como uma profissão do futuro. Portanto, se você está pensando em abrir sua própria clínica, considere oferecer serviços direcionados à área de fisioterapia esportiva.

Fonte: Miotec

SEM COMENTÁRIOS

O QUE ACHOU DESTE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO.

*