RELAÇÃO DA PRESSÃO PLANTAR E AMPLITUDE DE MOVIMENTO DE MEMBROS INFERIORES COM O RISCO DE QUEDAS EM IDOSAS

0
792

Relation of plantar pressure and range of movement of the lower limbs with the risk of falls in older women

Resumo

Objetivou-se verificar a influência das variáveis de pressão plantar e amplitude de movimento (ADM) de quadril, joelho e tornozelo sobre o risco de quedas em idosas. Participaram 39 idosas, avaliando-se a Pressão Máxima e Média sobre a plataforma de baropodometria. Em seguida, realizou-se o teste Timed Up and Go (TUG) e posteriormente a avaliação da ADM de flexão de quadril e joelho e flexão plantar e dorsal de tornozelo por meio de um goniômetro. As variáveis baropodométricas (Pressão Máxima e Pressão Média) tenderam a influenciar os valores do TUG conforme valor do teste de hipótese (p=0,051), demonstrando correlação moderada (r=0,487), com destaque para a Pressão Máxima, que apresentou correlação significativa com o TUG (p<0,005). Entretanto, a ADM articular de quadril, joelho e tornozelo não apresentaram correlações significativas entre as variáveis baropodométricas e risco de quedas. Sobre a análise da associação entre o TUG, categorizado em baixo e médio risco de quedas, e as quedas, não foram observadas diferenças (p=0,475). O aumento da pressão máxima apresentou relação com o risco de quedas, mas a ADM de quadril, joelho e tornozelo não apresentaram relação sobre o risco de quedas e as variáveis baropodométricas na população investigada.

Descritores | Pé; Equilíbrio Postural; Idoso

ABSTRACT |

The aim of this study was to verify the influence of plantar pressure and range of motion of hip, knee and ankle variables with the risk of falls in older women. Thirty-nine older women participated, for which Maximum and Medium Pressure were evaluated using the baropodometry platform. Then, we performed the Timed Up and Go (TUG) test and subsequently the range of motion (ROM) evaluation of hip and knee flexion and dorsal and plantar ankle flexion through the use of a goniometer. Baropodometric variables (Maximum Pressure and Medium Pressure) showed a tendency to influence the values of the TUG according to the value of the hypothesis test (P = 0.051), demonstrating a moderate correlation (R = 0.487), with emphasis on the Maximum Pressure showing significant correlation with the TUG (P<0.005). However, the joint range of motion of hip, knee and ankle showed no significant correlations in the baropodometric variables and in the risk of falls. Concerning the analysis of the association between the TUG classified with low and medium risk of falls with the falls, no differences were found (P=0.475). The increase in maximum pressure showed a relation with the risk of falls, though the range of motion of hip, knee and ankle showed no relation to the risk of falls and the baropodometric variables in the researched population.

Keywords | Foot. Postural Balance; Aged.

Por: Mayara Luca Vareschi Lopes1 , João Paulo Manfre dos Santos2 , Karen Barros Parron Fernandes3 , Fernando Raphael Pinto Guedes Rogério1 , Rosemari Queiroz de Freitas4, Deise Aparecida de Almeida Pires-Oliveira3

1Mestre em Ciências da Reabilitação, Universidade Norte do Paraná (Unopar) – Londrina (PR), Brasil.2Discente, Doutorado associado UEL/UNOPAR em Ciências da Reabilitação, Universidade Norte do Paraná (Unopar) – Londrina (PR), Brasil.3Docente, Mestrado e Doutorado associado UEL/UNOPAR em Ciências da Reabilitação, Universidade Norte do Paraná (Unopar) – Londrina (PR), Brasil.4Docente, Graduação em Educação Física e Mestre em Exercício Físico na Promoção da Saúde, Universidade Norte do Paraná (Unopar) – Londrina (PR), Brasil.

Fonte: Revistas USP

SEM COMENTÁRIOS

O QUE ACHOU DESTE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO.

*