Áreas de AtuaçãoDicas de Saúde

SAIBA COMO ESCOLHER O TÊNIS CERTO PARA O SEU PÉ

Olhe onde (e como) pisa

O tênis de corrida merece cuidados especiais. Acompanhe as dicas de conservação e limpezas dos pisantes. Se bem tratados, duram em média 500 km.

PISADA

O tipo da pisada do corredor é o primeiro item observado antes da aquisição do tênis. Com o calçado adequado, além de evitar lesões, o atleta consegue prolongar a vida útil do tênis.

Supinada

Após o calcanhar atingir o solo, o pé inicia uma pequena rotação para dentro, seguida de uma rotação para fora, terminando no dedinho. Quem tem esse tipo de pisada tem maior propensão a torções no tornozelo.

Pronada

O pé é rotacionado acentuadamente para dentro, forçando toda a musculatura da perna também para dentro. Essa rotação pode ser leve ou excessiva. Com o tempo, pode ser causa de dor e até lesão nos joelhos.

DICAS

Como conservar

– Para aumentar a vida útil de um tênis de corrida use-o somente para correr.

– É importante deixar o tênis “descansando” para que as partes plásticas recuperem a elasticidade, proporcionando as propriedades esperadas.

– Andar de bicicleta, skate e até mesmo dirigir pode danificar algumas partes dos tênis, pois em algumas atividades exercem forças diferentes.

– O tênis de corrida é como uma chuteira com trava. É importante deixá-lo descansar para que as partes elásticas recuperem as propriedades de absorção e controle.

Como lavar

– Limpar com pano úmido ou uma escova. E se ficar sujo ou com uma mancha, deixe sujo.

– Nunca use sabão ou outros produtos químicos, pois podem contaminar a sola e entressola.

– Evite usar água em abundância, pois será mais difícil secar internamente.

– Calor e a exposição ao sol também podem danificar o tecido do cabedal.

– A melhor maneira de limpar um tênis de corrida é com pano úmido e uma escova.

– Pode ser usado talco ou spray anti bactericida para a parte interna do tênis.

Após a compra

– Faça o teste da pisada.

– Ter um tênis de corrida extra para revezar.

– Encarar o tênis de corrida como um equipamento e não como um calçado.

– Calçar e descalçar o tênis como se fosse um ritual, perceber a firmeza da amarração, sem sentir um “enforcamento” dos pés.

– Tênis de corrida é pessoal, nunca empreste, pois foi projetado para deformar conforme o seu pé, como se fosse uma peça personalizada.

Fonte:Roberto Grupenmacher (diretor e fundador da Procorrer) para a gazetadopovo

Tags
Mostrar mais

Fisioterapia.com

Encontre no Portal Fisioterapia.com uma grande variedade de notícias, artigos, oportunidades e serviços exclusivos para Profissionais e Acadêmicos de Fisioterapia ou interessados pela área.

Publicações relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close