SÍNDROME DO CÓLON IRRITÁVEL

0
733

A síndrome do cólon irritável (SII) é um distúrbio funcional gastrointestinal, ou seja, é um problema causado por alterações no funcionamento do cólon.

Pessoas com um distúrbio funcional tem sintomas, mas os órgãos do aparelho digestivo não estão danificados.

A SII não é uma doença, mas é um grupo de sintomas que ocorrem juntos.

A síndrome do intestino irritável tem um grande impacto negativo na saúde e qualidade de vida, mas apenas 30% das pessoas com sintomas de SII vão ao médico.

A síndrome do intestino irritável afeta principalmente mulheres na proporção de 2: 1.
Existem vários subtipos de SII.
1. SII – d: diarréia predominante
2. SII – c: obstipação (prisão de ventre ) predominante.
3. SII – A ou SII – m: neste grupo há aqueles que alternam entre obstipação e diarréia
4. SII – PI: SII post infecciosa

A síndrome do cólon irritável afeta em particular o cólon (intestino grosso).
A principal função do cólon é absorver água e nutrientes do alimento parcialmente digerido.
Qualquer coisa que não é absorvida, é empurrada para o reto através do cólon e é expulsa do corpo sob a forma de fezes.
Os músculos do cólon para livrar-se dos produtos residuais do corpo com relaxamento e contrações empurram os alimentos não digeridos através do intestino.
Estes músculos também devem trabalhar em conjunto com outros músculos do corpo para empurrar os resíduos para fora do ânus.
Se os músculos do cólon não funcionam na velocidade adequada para a digestão ou se a coordenação com os músculos do reto ou da pelve é interrompida de alguma forma, o conteúdo do cólon não se move adequadamente.
Quando isso acontece, a pessoa pode sentir cólicas abdominais, distensão abdominal, constipação e diarréia podem ser um sinal de síndrome do intestino irritável.
Muitos adolescentes tem SII, estima-se que entre 6% e 14% de todos os adolescentes sofre com os sintomas da SII e parece envolver mais garotas do que garotos.
A boa notícia é que mesmo que a síndrome do intestino irritável pode ser irritante, embaraçosa e dolorosa para algumas pessoas, não é uma doença letal.

Causas da síndrome do cólon irritável

A causa exata da SII é desconhecida.
Especialistas acreditam que existem problemas com a comunicação entre o cérebro e o trato intestinal que causam esta doença.
Uma combinação complexa de fatores, incluindo estresse psicológico, hormônios, sistema imunológico e certas substâncias químicas chamadas neurotransmissores parecem interferir com os sinais do cérebro para o intestino.
A falta de comunicação provoca contrações musculares anormais ou espasmos que muitas vezes causam dor e cólicas. Os espasmos podem acelerar a passagem de fezes (causando diarréia) ou podem retardá-lo, causando constipação ou distensão e inchaço abdominal.
Pessoas com SII tem um intestino muito sensível.
Não se sabe porque o intestino reage tão fortemente aos elementos que causam esta síndrome. As pessoas com SII podem começar com sintomas causados por um ou mais fatores, incluindo:

  • Comer (mesmo que nenhum alimento em particular foi associado com o SII ).
  • Stress. O estresse pode afetar os movimentos do intestino e também pode afetar a maneira que uma pessoa percebe a dor. (O stress também pode ter o mesmo efeito em pessoas que não têm SII ).
  • Gás aprisionado que causa inchaço.
  • Alterações hormonais, tais como durante o ciclo menstrual.
  • Certos medicamentos, como antibióticos.
  • Genética. SII afeta com mais probabilidade pessoas que têm um membro da família que sofre dessa doença.

Como o estresse afeta na síndrome do cólon irritável?

O estresse pode desencadear os espasmos (contrações súbitas e involuntárias de um músculo) do cólon em pessoas com SII.
O cólon tem muitos nervos que conectam o cérebro. Estes nervos controlam as contrações normais do intestino.

Em pessoas com SII, o cólon pode ser excessivamente sensível a situações estressantes.
Os sintomas da SII também podem aumentar o nível de stress de uma pessoa.
Algumas opções para gerenciamento do estresse são:

  • Participar de terapias de redução de estresse e relaxamento, como meditação,
  • Obter aconselhamento e suporte,
  • Realizar um programa de exercício físico regular, como andar ou ioga,
  • Minimizar tanto quanto possível as situações estressantes da vida,
  • Dormir o suficiente.

Quais são os sintomas da síndrome do cólon irritável?

A dor e o desconforto que eles podem sentir em diferentes partes do abdômen. Geralmente, a dor vai e vem. O comprimento de cada ataque de dor pode variar muito. Geralmente, a dor melhora quando as fezes ou ar passam.
Muitas pessoas com SII descrevem a dor como um espasmo ou cólica.

A gravidade da dor pode variar de leve a grave, de pessoa para pessoa e varia de acordo com os tempos ou situações.
O inchaço pode desenvolver ao longo do tempo.
Pode passar mais ar e gás do que o habitual.

Fezes:

  • Algumas pessoas só têm crises de diarréia, enquanto outros só têm períodos de prisão de ventre.
  • Alguns pacientes têm ataques de diarreia alternados com períodos de constipação.
  • Às vezes, as fezes tornam-se pequenas e finas como pellets de madeira.
  • Em alguns casos podem ser acquosas.
  • Às vezes, junto com as fezes encontra-se muco.

Podemos sentir uma sensação de que o intestino não esvazia após ir ao banheiro.
Algumas pessoas têm urgência, isto significa que devem correr rapidamente ao banheiro.
Pela manhã a vontade de defecar é frequente, ou seja, sente uma necessidade urgente de ir ao banheiro logo após acordar.
Isso geralmente acontece durante e após o café da manhã.

Às vezes, outros sintomas ocorrem:

  • Náusea (enjoos),
  • Dor de cabeça,
  • Arrotos frequentes,
  • Falta de apetite,
  • Fadiga,
  • Dor na coluna e dor na perna acima do joelho,
  • Problemas de bexiga.

Algumas pessoas têm sintomas leves e ocasionais. Outros têm sintomas desagradáveis por um longo tempo. Muitas pessoas têm recaídas com exacerbação dos sintomas de vez em quanto.

Nota: O sangue nas fezes não é um sintoma de síndrome do intestino irritável.

Quais são as complicações da síndrome do cólon irritável?

As complicações das doenças funcionais do aparelho gastrointestinal são relativamente pequenas. Os sintomas são frequentemente causados por alimentos, pacientes que alteram sua dieta e reduzem a quantidade de comida podem perder peso.

Felizmente, a perda de peso é incomum em doenças funcionais, então neste caso você tem que suspeitar da existência de uma doença não-funcional.
Os sintomas que despertam os pacientes do sono são mais susceptíveis de serem causadas por doenças não-funcionais.
Geralmente, as doenças funcionais interferem com atividades diárias dos pacientes. Por exemplo, pacientes que sofrem de diarréia pela manhã não podem deixar a casa até que a diarreia cesse.
Se a diarréia é constante, você só pode ir para lugares onde há um banheiro.
Pacientes que desenvolvem dor depois de comer podem pular o almoço. Muitas vezes,os pacientes associam os sintomas a alimentos específicos, tais como leite, gordura, legumes, etc.
Independentemente se essas associações são reais, estes pacientes devem seguir uma dieta rigorosa.
O leite é o alimento que deve ser excluido mais vezes, mas geralmente é inútil e à perigo de não tomar uma quantidade adequada de cálcio.
A interferência com as atividades diárias também pode criar problemas nas relações interpessoais, especialmente com seu parceiro.
No entanto, a maioria dos pacientes com doenças funcionais tendem a viver com os seus sintomas e raramente visitam o médico para diagnóstico e terapia.

DiagnósticoAnatomia,do,intestino,grosso

A síndrome do intestino irritável pode ser diagnosticada com base nos sintomas.
Na maioria dos casos, apenas alguns exames são necessários.
O médico chega ao diagnóstico da síndrome do intestino irritável quando uma pessoa tem os sintomas típicos da doença e após a exclusão de outras causas possíveis.
Os exames para ser feitos dependem de vários fatores: idade, gravidade dos sintomas e como ele responde ao tratamento inicial.
Por exemplo:
Para uma adolescente de 20 anos de idade que tem todos os sintomas típicos da SII, os exames de sangue de rotina podem ser o único exame necessário.
A síndrome do intestino irritável é mais comum em garotas jovens, então se os sintomas são típicos da síndrome do intestino irritável, não há nenhuma necessidade de exames detalhados.
Para um homem de 55 anos que recentemente começou a sentir os sintomas, servem exames mais detalhados. Pessoas com mais de 50 anos têm menos probabilidades do que os jovens de desenvolver os sintomas da síndrome do intestino irritável pela primeira vez, é provável que seus sintomas são causados por outra doença, como doença de crohn ou colite ulcerativa.

Se o paciente está melhor após o tratamento inicial, não há nenhuma necessidade de mais exames.
Dependendo dos sintomas, os resultados dos exames e a resposta ao tratamento, podemos aprofundar a situação com outros exames.

Os exames são:

  • História clínica e exame físico.
  • Exames de sangue para doença celíaca que podem ser considerados em caso de diarréia.
  • hemograma completo dá informações sobre o tipo e o número de glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas no sangue; a taxa de sedimentação verifica a presença de inflamação no corpo.
  • Análise de fezes incluindo exames de sangue nas fezes (exame de sangue oculto fecal), infecções(cultura de fezes) ou parasitas (teste de óvulos e parasitas).
  • Exames funcionais da tireóide e exames instrumentais, como a colonoscopia, são efetuados raramente.

Fonte: http://www.fisioterapiaparatodos.com

SEM COMENTÁRIOS

O QUE ACHOU DESTE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO.

*