VENTILAÇÃO MECÂNICA

0
586

RESUMO :

Este trabalho discute os conceitos e princípios envolvidos na prática da ventilação mecânica (VM) em diferentes modalidades, bem como as formas de interação paciente/ventilador. Discute, em particular, o uso da VM na Síndrome do Desconforto Respiratório Agudo (SDRA), analisando as várias possibilidades de intervenção (benefícios/riscos) e, a partir de estudos clínicos e experimentais do comportamento da curva pressão X volume, a utilização de Volume Corrente (VC) de 4 a 7 ml/kg com uso de PEEP de 1 a 2 cm H20 acima de L – Pflex ou, pelo menos, 10 cmH20 quando o ponto inferior de inflexão da curva não for encontrado.

DESCR1TORES : Respiração artificial, métodos

ABSTRACT:

This paper presents the concepts and principles of mechanical ventilation with special interest in the new modalities and its application in patients with respiratory failure. It also discusses the mechanical ventilation in acute respiratory distress syndrome (ARDS) based on the new concepts obtained in recent clinical and experimental works. The use of low tidal volumes (4 to 7 ml/kg) and the application of positive end expiratory pressure (PEEP) according to the low-infection point in the pressure X volume curve of the respiratory system.

KEY WORDS: Respiration artificial, methods

Por: Carlos Roberto Ribeiro de Carvalho * Marcelo Brítto Passos Amato ** Carmen Silvia Valente Barbas ***

*Diretor do Serviço de Pneumologia e chefe da UTI – Respiratória do Hospital das Clinicas e Professor Doutor do Curso de Fisioterapia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo- FMUSP

** Médico Assistente da UTI – Respiratória do HC-FMUSP

*** Professor e Médico Assistente de UTI Respirtória do HC-FMUSP

Fonte: Carvalho, C. R R, Amato, M B. P. , Barbas, C. S. V. Ventilação mecânica. Rev. Fisioter. Univ. Suo Paulo., v. 2, n. 1, p. 31-9, jan. / jul,. 1995.

 

SEM COMENTÁRIOS

O QUE ACHOU DESTE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO.

*